08 Setembro 2022, 22:11

PM guineense reafirma “empenhamento total” para que legislativas ocorram em dezembro

LUSA Autor
Agência de notícias de Portugal

Bissau, 16 ago 2022 (Lusa) — O primeiro-ministro da Guiné-Bissau, Nuno Nabiam reafirmou hoje o “empenhamento total do Governo” para que as eleições legislativas antecipadas tenham lugar em 18 de dezembro, mesmo perante “muitas dificuldades”.


Nabiam deu estas indicações à margem de visitas que realizou às sedes da Comissão Nacional de Eleições (CNE) e do Gabinete Técnico de Apoio ao Processo Eleitoral (GTAPE), instituições em que disse constatar “grandes constrangimentos”.


O primeiro-ministro afirmou ter constatado que tanto a CNE como o GTAPE “estão a funcionar em instalações sem condições”. Nuno Nabiam defendeu que a solução passa por construir de raiz as instalações para as duas instituições, diligência que o seu Governo vai iniciar.


Nuno Nabiam garantiu que todo o seu Governo está empenhado para que a data de 18 de dezembro não falhe e que o próprio Presidente da Guiné-Bissau, Umaro Sissco Embalo, assim tem exigido ultimamente.


O chefe do Governo guineense reconheceu dificuldades do país em arranjar o dinheiro para custear o processo eleitoral no seu todo, anunciou que na próxima reunião do Conselho de Ministros, ainda esta semana, será aprovado o orçamento para o ato, mas afirmou que o executivo já está a avançar com alguma verba.


O dinheiro, declarou Nabiam, foi mobilizado no âmbito do Imposto da Democracia.


Com essa verba, que o primeiro-ministro não especificou, foi possível comprar impressoras a serem utilizadas para o recenseamento de potenciais eleitorais, disse.


Nuno Nabiam revelou que o país espera receber apoios de outros parceiros, nomeadamente de Timor-Leste.


“Há constrangimentos é verdade, mas estamos mobilizados, porque é um desafio nacional realizar eleições na data marcada”, sublinhou Nabiam.



MB // LFS


Lusa/Fim

Sem comentários

deixar um comentário