06 Fevereiro 2023, 08:12

Pogacar repete triunfo na Volta à Lombardia na despedida de Valverde e Nibali

LUSA Autor
Agência de notícias de Portugal

Agora que chegou aqui…

Ao longo do último ano, o MUNDO ATUAL tem conquistado cada vez mais leitores.
Nunca quisemos limitar o acesso aos nossos conteúdos, ao contrário do que fazem outros órgãos de comunicação, e mantivemos sempre todas as notícias, reportagens e entrevistas abertas para que todos as pudessem ler.
Mas precisamos do seu apoio. Para que possamos, diariamente, continuar a oferecer-lhe a melhor informação, não só nacional como local, assim como para podermos fazer mais reportagens e entrevistas do seu interesse.
O MUNDO ATUAL é um órgão de comunicação social independente e isento. E acreditamos que para que possamos continuar o nosso caminho, que tem sido de sucesso e de reconhecimento, é importante que nos possa ajudar neste caminho que iniciámos há um ano.
Desta forma, por tão pouco, com apenas 1€, pode apoiar o MUNDO ATUAL.

Obrigado!

O ciclista esloveno Tadej Pogacar (UAE Emirates) conquistou hoje pelo segundo ano consecutivo a Volta à Lombardia, vencendo, com 24 anos, o seu terceiro ‘monumento’.

A 116.ª da Il Lombardia foi decidida num ‘sprint’ a dois, com Pogacar a superiorizar-se ao espanhol Enric Mas (Movistar), concluindo em 6:21.22 horas os 253 quilómetros entre Bergamo e Como, em Itália, numa corrida que marcou a despedida do espanhol Alejandro Valverde (Movista) e do italiano Vincenzo Nibali (Bahrain-Victorious)

Num excelente dia para os ciclistas espanhóis, que apenas falharam o triunfo, Mikel Landa (Bahrain-Victorious) foi terceiro, a 10 segundos, e o campeão nacional Carlos Rodríguez (INEOS) quinto, a 52.

Um excelente trabalho a UAE Emirates nos últimos 65 quilómetros, iniciado pelo português João Almeida – que abandonou -, acabou por ser decisivo para o triunfo de Pogacar.

O ataque final do esloveno aconteceu a 19 quilómetros do fim, na dura subida a Civiglio, com Enric Mas a ser o único a conseguir responder inicialmente, antes de Landa se juntar aos dois.

Contudo, Landa mostrou-se sempre mais frágil do que os seus dois adversários, pelo que um forte ataque de Mas na entrada dos seis quilómetros finais o deixou definitivamente fora da luta pelo triunfo final.

Sem que nenhum dos dois conseguisse descolar até à reta da meta, Pogacar acabou por ser mais forte no sprint final e somou a sua segunda Volta à Lombardia, que junta à Liège-Bastogne-Liège de 2021.

Ao defender com sucesso o seu triunfo de 2021, Pogacar repetiu um feito que ninguém conseguia 2013, quando o espanhol Joaquin Rodríguez venceu a segunda edição seguida.

“Repetir o sucesso é fantástico. Tudo acontecido como estava pensado. Eu queria atacar no Civiglio. O Mas estava com o mesmo nível nas subidas, por isso, colaborámos até final. Eu sabia que tinha boas pernas hoje”, disse Pogacar, o primeiro ciclista a vencer duas Voltas a França e duas Voltas à Lombardia antes dos 25 anos.

Aos 42 anos, Alejandro Valverde fez a última corrida da sua condecorada carreira e foi sexto, a 1.24 minutos, ainda conseguindo vencer ao ‘sprint’ num reduzido grupo de perseguidores.

A ‘bala’ termina a carreira com 133 vitórias, com destaque para o Mundial de 2018, a Volta a Espanha de 2009 e os quatro triunfos na Liège-Bastogne-Liège, o seu ‘monumento’.

Após cortar a meta, Valverde disse estar “muito feliz por ter tido 21 anos de profissional” e que agora está na hora de “dar a vez aos jovens”.

Mais atrás ficou Nibali, que se despediu com um 24.º lugar, a 2.27 minutos de Pogacar.

O ‘tubarão de Messina’, de 37 anos, somou, ao longo da carreira, 52 triunfos, vencendo as três grandes voltas – Giro de 2013 e 2016, Tour de 2014 e Vuelta de 2010.

Além destes triunfos, destaque ainda para os três ‘monumentos’ conquistados – Milão-Sanremo de 2018 e as Voltas à Lombardia de 2015 e 2017.

Sem comentários

deixar um comentário