04 Julho 2022, 03:07

Polícia alemã deteve adolescente que planeou atentado numa escola

LUSA Autor
Agência de notícias de Portugal

Agora que chegou aqui…

Ao longo do último ano, o MUNDO ATUAL tem conquistado cada vez mais leitores.
Nunca quisemos limitar o acesso aos nossos conteúdos, ao contrário do que fazem outros órgãos de comunicação, e mantivemos sempre todas as notícias, reportagens e entrevistas abertas para que todos as pudessem ler.
Mas precisamos do seu apoio. Para que possamos, diariamente, continuar a oferecer-lhe a melhor informação, não só nacional como local, assim como para podermos fazer mais reportagens e entrevistas do seu interesse.
O MUNDO ATUAL é um órgão de comunicação social independente e isento. E acreditamos que para que possamos continuar o nosso caminho, que tem sido de sucesso e de reconhecimento, é importante que nos possa ajudar neste caminho que iniciámos há um ano.
Desta forma, por tão pouco, com apenas 1€, pode apoiar o MUNDO ATUAL.

Obrigado!

PUB – CONTINUE A LER A SEGUIR



A polícia de Essen, cidade no oeste da Alemanha, deteve hoje um adolescente de 16 anos que alegadamente planeava realizar um atentado numa escola com uma bomba caseira.

As forças especiais da polícia alemã revistaram a antiga escola que o jovem frequentava e a sua casa, depois de terem recebido indicações de que estava a planear um “crime”, afirmaram as fontes policiais em comunicado.

Segundo o ministro do Interior de Renânia do Norte-Vestfália, Herbert Reul, na casa do adolescente foram encontrados materiais para fabricar um dispositivo capaz de detonar, porém sem ainda a carga explosiva.

O jovem também tinha uma arma de fogo de fabricação caseira no domiciliário e um arco de flechas, afirmou Reul numa conferência, em que acrescentou que a polícia evitou possivelmente “um pesadelo”.

As autoridades procederam a uma busca na casa do suspeito e na respetiva escola depois de terem recebido informações de que o jovem tinha confessado a uma testemunha a intenção de plantar explosivos num dos locais.

As circunstâncias do possível ataque ainda estão por ser apuradas, mas vários meios de comunicação alemães, citando fontes governamentais regionais, mencionaram que o jovem de 16 anos corresponde a “um suspeito neonazi”.

Na vivenda em que habita foram encontrados ainda textos com elementos xenófobos e antissemitas.

Sem comentários

deixar um comentário