29 Junho 2022, 23:22

Polícia moçambicana detém suposto mandante de raptos no centro do país

LUSA Autor
Agência de notícias de Portugal

Maputo, 08 abr 2022 (Lusa) — O Serviço Nacional de Investigação Criminal (Sernic) de Moçambique anunciou hoje a detenção de um paquistanês suspeito de liderar grupo que têm protagonizado raptos na província de Sofala, no centro do país.


O homem foi detido na terça-feira, dois dias após ter supostamente ordenado um rapto na cidade da Beira, disse hoje à comunicação social Alfeu Sitoe, porta-voz do Sernic em Sofala.


Segundo as autoridades, o paquistanês terá contratado duas pessoas no sábado para raptarem um empresário, seu conterrâneo, na Beira, mas o plano foi abortado pela polícia.


“Chegados ao local, na tentativa de consumar o crime, descobriram que havia presença da polícia”, tendo, por isso, “fugido”, referiu o porta-voz, acrescentando que os “executores do rapto vinham de Maputo”, capital do país.


Algumas cidades moçambicanas, principalmente a capital do país, voltaram a ser assoladas desde 2020 por uma onda de raptos, visando principalmente homens de negócios ou seus familiares.


Em novembro de 2021, a Polícia da República de Moçambique lançou a formação de uma força mista para responder a este tipo de crime, um grupo de oficiais que vão ser capacitados por especialistas ruandeses.


LYN// PJA


Lusa/Fim

Sem comentários

deixar um comentário