18 Outubro 2021, 15:05

Portugal bate Bielorrússia na estreia na corrida ao Europeu de sub-21 de 2023

LUSA Autor
Agência de notícias de Portugal

Um penálti apontado por Fábio Vieira deu hoje o triunfo a Portugal na receção à Bielorrússia, por 1-0, em jogo do Grupo D de qualificação para o campeonato da Europa de sub-21 de 2023.

O jogador do FC Porto decidiu o jogo aos 32 minutos, depois de uma falta na área sobre o vimaranense André Almeida, proporcionando os primeiros três pontos a Portugal, que iguala a Islândia e fica a um ponto de Grécia e Chipre, já com dois jogos.

 



A grande questão que se colocava no jogo de hoje era como é que a seleção de sub-21 se comportaria no arranque neste novo ciclo, depois do fim da geração de 1999.

Embora a equipa das ‘quinas’ tenha dado bons sinais, foi clara a falta de eficácia, perante um adversário, que, não tendo a mesma capacidade técnica, mostrou ser mestre na consistência defensiva.

Os comandados de Rui Jorge entraram tímidos, a apresentar um futebol muito denunciado, tendo sido necessário um remate perigoso do ‘meio da rua’ de Fábio Vieira, aos seis minutos, para ‘acordar’ a equipa.

A linha defensiva contrária, constituída por cinco jogadores, criou uma barreira de pernas que se afigurou difícil de transpor para o futebol rendilhado e tecnicista apresentado pela equipa portuguesa.

Com o avançar do cronómetro, o caudal ofensivo de Portugal adensou-se, mas as tentativas de Fábio Silva, Gonçalo Ramos, Fábio Vieira e André Almeida teimaram em não entrar.

Foi necessária uma grande penalidade, a castigar falta de Khalimonchik sobre André Almeida, para Portugal se colocar na frente do marcador, aos 32 minutos, quando Fábio Vieira atirou certeiro para a direita do guarda-redes bielorrusso.

O ‘magro’ 1-0, ao intervalo, espelhava a ineficácia portuguesa e premiava também o trabalho do guarda-redes Makavchik.

Na segunda parte, a equipa lusa manteve o domínio, perante uns bielorrussos que continuavam a ter grandes dificuldades na construção, cometiam erros nas transições e perdiam a bola com relativa facilidade, mas sem conseguir o segundo golo.

As ocasiões tornavam-se escassas e nem com a entrada de Francisco Conceição e Gonçalo Borges se conseguiu romper a defesa forasteira.

Na parte final, Vítor Ferreira, com um remate de fora da área, fez a bola passar junto à trave da baliza de Makavchik e, na resposta, Shestyuk, de cabeça, esteve perto de fazer a igualdade. Gonçalo Ramos, aos 90+4 minutos, também falhou o alvo.

O agrupamento é liderado por Chipre e Grécia, que somam quatro pontos, em dois jogos, seguidos de Portugal e Islândia, ambos com três pontos, em apenas um encontro. A Bielorrússia e o Liechtenstein não pontuaram nos dois jogos disputados.

O Europeu de futebol de 2023 realiza-se na Roménia e na Geórgia, de 09 de junho a 02 de julho.

Sem comentários

deixar um comentário