03 Dezembro 2021, 10:59

Portugal coloca 1.250 ME em OT a sete e 10 anos com juros a subirem no prazo mais longo

LUSA Autor
Agência de notícias de Portugal

Lisboa, 10 mar 2021 (Lusa) – Portugal colocou hoje 1.250 milhões de euros, montante máximo indicativo, em Obrigações do Tesouro (OT) a cerca de sete e 10 anos, a juros negativos no prazo mais curto e a subirem para positivos no mais longo, foi hoje anunciado.


Segundo a página do IGCP, que gere a dívida pública, na agência Bloomberg, foram colocados 625 milhões de euros em OT com maturidade em 18 de outubro de 2030 (cerca de 10 anos) à taxa de juro de 0,237%, superior à de -0,012% registada num leilão com prazo semelhante em 13 de janeiro.


A procura cifrou-se em 1.451 milhões de euros, 2,32 vezes o montante colocado.


Com maturidade em 15 de outubro de 2027 (cerca de seis anos e meio), Portugal colocou hoje 625 milhões de euros à taxa de juro de -0,086% e a procura atingiu 1.609 milhões de euros, 2,57 vezes o montante colocado.


A Agência de Gestão da Tesouraria e da Dívida Pública (IGCP) anunciou que realizava hoje dois leilões de OT com maturidade em 15 de outubro de 2027 (cerca de seis anos e meio) e em 18 de outubro de 2030 (cerca de nove anos e meio) com um montante indicativo global entre 1.000 milhões de euros e 1.250 milhões de euros.


No anterior leilão de OT a cerca de 10 anos, em 13 de janeiro, foram colocados 500 milhões de euros à taxa de juro de -0,012% e a procura cifrou-se em 1.511 milhões de euros, 3,02 vezes o montante colocado.


Com o prazo mais similar ao das OT a cerca de seis anos e meio, Portugal colocou em 14 de outubro do ano passado 654 milhões de euros em OT a cerca de oito anos à taxa de juro de -0,085% e a procura atingiu 1.546 milhões de euros, 2,36 vezes o montante colocado.



MC // CSJ


Lusa/Fim

Sem comentários

deixar um comentário