08 Setembro 2022, 21:36

Possibilidade de terceira medalha com Pichardo anima dia dos portugueses

LUSA Autor
Agência de notícias de Portugal

Agora que chegou aqui…

Ao longo do último ano, o MUNDO ATUAL tem conquistado cada vez mais leitores.
Nunca quisemos limitar o acesso aos nossos conteúdos, ao contrário do que fazem outros órgãos de comunicação, e mantivemos sempre todas as notícias, reportagens e entrevistas abertas para que todos as pudessem ler.
Mas precisamos do seu apoio. Para que possamos, diariamente, continuar a oferecer-lhe a melhor informação, não só nacional como local, assim como para podermos fazer mais reportagens e entrevistas do seu interesse.
O MUNDO ATUAL é um órgão de comunicação social independente e isento. E acreditamos que para que possamos continuar o nosso caminho, que tem sido de sucesso e de reconhecimento, é importante que nos possa ajudar neste caminho que iniciámos há um ano.
Desta forma, por tão pouco, com apenas 1€, pode apoiar o MUNDO ATUAL.

Obrigado!

PUB – CONTINUE A LER A SEGUIR



A forte possibilidade de o português Pedro Pablo Pichardo conquistar a medalha de ouro no triplo salto masculino dos Europeus mutidesportos de Munique, na Alemanha, anima o dia de quarta-feira, o sétimo dos campeonatos.

Enquanto a canoagem, outra das modalidades com boas hipóteses de medalhas para Portugal, não entra em ação – arranca na quinta-feira -, e o ténis de mesa vai disputar as primeiras rondas dos quadros principais de singulares, o atletismo concentra as atenções, com a final do triplo salto a reunir o maior destaque.

Poucas semanas depois de se sagrar campeão mundial do triplo salto em Eugene, nos Estados Unidos, e já depois do título olímpico em Pequim2020, Pedro Pablo Pichardo pode juntar o título europeu, numa prova em que é o claro favorito.

“Vim cá para ganhar a medalha de ouro e fazer um bom salto. Vamos esperar a ver o que acontece”, disse, na segunda-feira, momentos depois de se qualificar para a final, transmitindo um grande otimismo para a sua prova.

O dia do atletismo vai ficar também marcado pela qualificação do triplo salto feminino, no qual Patrícia Mamona é candidata a marcar presença na final, embora tenha admitido apresentar-se “sem expetativas” e que a sua “experiência” pode ajudar num bom resultado.

“Estou mesmo apática, sem perspetivas positivas ou negativas. Tenho de mostrar o meu valor. Venho de uma época bastante complicada, mas finalmente as coisas estão a alinhar-se, já me estou a sentir bem e saudável. Tenho de ganhar um pouco de forma, mas sem tempo para isso. Que a minha experiência de anos me permita fazer um bom salto”, disse, à Lusa, a vice-campeã olímpica em Tóquio2020 e campeã europeia em Amesterdão em 2016.

No ténis de mesa, as competições de singulares iniciam os seus quadros principais, nos quais Portugal está representado com quatro mesatenistas masculinos e duas femininas.

A segunda edição dos campeonatos Europeus multidesportos está a decorrer em Munique até 21 de agosto e reúne nove modalidades, estando Portugal representado em sete, nomeadamente atletismo, canoagem, ciclismo, ginástica artística, remo, ténis de mesa e triatlo.

A seleção portuguesa tem uma medalha de ouro, através do ciclista Iúri Leitão, que se sagrou campeão europeu de scratch, no ciclismo de pista, e uma de prata, de Auriol Dongmo no lançamento do peso.

Programa dos portugueses para quarta-feira (horas portuguesas):

– Atletismo:

10:40: 400 metros barreiras: Vera Barbosa.

11:35: Triplo salto: Patrícia Mamona.

19:15: Triplo salto masculino, final: Pedro Pablo Pichardo e Tiago Pereira.

19:30: 110 metros barreiras, semifinais: João Vítor Oliveira.

19:54: 110 metros barreiras, semifinais: Abdel Larrinaga.

21:22: 110 metros barreiras, final: Abdel Larrinaga, João Vítor Oliveira (caso se apurem).

– Ténis de mesa:

08:30: Pares femininos, ronda de 16.

10:15: Singulares femininos, ronda de 64.

15:35: Pares femininos, quartos de final (em caso de apuramento).

17:30: Singulares masculinos, ronda de 64.

Sem comentários

deixar um comentário