19 Janeiro 2022, 20:54

PR brasileiro recupera de obstrução intestinal sem necessidade de cirurgia — boletim médico

LUSA Autor
Agência de notícias de Portugal

São Paulo, 04 jan 2022 (Lusa) — A obstrução intestinal que motivou o internamento do Presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, desfez-se e não há indicação de seja necessária nova cirurgia, segundo o boletim médico divulgado hoje pelo Hospital Vila Nova Star.


“O Hospital Vila Nova Star informa que o quadro de suboclusão intestinal do senhor Presidente da República, Jair Messias Bolsonaro, desfez-se, não havendo indicação cirúrgica”, refere-se no documento.


“A evolução do paciente clínica e laboratorialmente segue satisfatória e será iniciada hoje uma dieta líquida. Ainda não há previsão de alta”, acrescentou-se no boletim.


Bolsonaro foi internado no hospital Vila Nova Star após desembarcar em São Paulo na madrugada de segunda-feira, oriundo do litoral do estado brasileiro de Santa Catarina, onde estava em férias.


No mesmo dia, o Presidente publicou nas redes sociais uma foto de si deitado numa cama e informou que começou a sentir-se mal após o almoço, no domingo.


“Cheguei ao hospital às 03:00 [6:00 da manhã em Lisboa] de hoje [segunda-feira]. Me colocaram sonda nasogástrica. Mais exames serão feitos para possível cirurgia de obstrução interna na região abdominal. É a segunda internação com os mesmos sintomas, como consequência da facada (06/set/18) e 4 grandes cirurgias”, escreveu o Presidente brasileiro.


Desde que foi vítima de uma facada durante a campanha eleitoral de 2018, o Presidente brasileiro já passou por quatro cirurgias.


Bolsonaro também passou por outros dois procedimentos não relacionados com aquele episódio: a retirada de um cálculo na bexiga e uma vasectomia.


Em julho passado foi também hospitalizado devido a soluços persistentes.



CYR // VM


Lusa/Fim

Sem comentários

deixar um comentário