26 Janeiro 2022, 08:32

PR entrega Prémio Norte-Sul do Conselho da Europa 2020 em cerimónia no Parlamento

LUSA Autor
Agência de notícias de Portugal

Lisboa, 09 dez 2021 (Lusa) — O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, entrega hoje o Prémio Norte-Sul 2020 à Comissão Internacional Contra a Pena de Morte e à Rede de Peritos do Mediterrâneo em matéria de Alterações Climáticas e Ambientais.


O Prémio Norte-Sul do Conselho da Europa distingue anualmente duas personalidades ou entidades, uma do Norte, outra do Sul, pelo seu compromisso com os direitos humanos, a Democracia e o Estado de Direito, contribuindo para o diálogo Norte-Sul, fomentando a solidariedade, a interdependência e as parcerias.


A contribuição para a proteção do direito à vida e o trabalho desenvolvido em prol da solidariedade internacional e do reforço da cooperação internacional valeram a atribuição do prémio, em 2020, à Comissão Internacional Contra a Pena de Morte (ICDP, na sigla em inglês).


Marta Santos Pais, a primeira portuguesa a integrar esta comissão internacional, irá receber, em nome da presidente da instituição, a juíza Navanethem Pillay, o galardão que reconhece o mérito das ações da ICDP, que reúne 24 personalidades e 23 Estados do mundo que contribuem para o seu objetivo de agir universalmente para a abolição da pena de morte.


Será igualmente concedido o Prémio Norte-Sul à Rede de Peritos do Mediterrâneo em matéria de Alterações Climáticas e Ambientais (MedECC) pela elaboração da primeira avaliação científica sobre o impacto que as alterações climáticas e ambientais estão a produzir na bacia do mediterrâneo.


A representar a MedECC na cerimónia de entrega do prémio, que vai decorrer na Assembleia da República, em Lisboa, vão estar os investigadores Wolfgang Cramer e Joël Guiot.


O MedECC é composto por mais de 600 cientistas de 35 Estados mediterrânicos e europeus envolvidos na investigação e planeamento de políticas ambientais.


Para o diretor-executivo do Centro Norte-Sul do Conselho da Europa, o embaixador Afonso Henriques Abreu de Azeredo Malheiro, as escolhas do júri lembram a importância da unidade e o facto de muitas pessoas dedicarem as suas vidas “à solidariedade global”.


A cerimónia de entrega de prémios “é uma homenagem às suas histórias e compromissos”, sublinhou o embaixador, sustentando que “é um evento importante para o diálogo inter-regional”.


O presidente da Assembleia da República, o secretário-geral adjunto do Conselho da Europa, bem como o Presidente da Comissão Executiva do Centro Norte-Sul estarão presentes e entre os oradores na cerimónia.


O Prémio Norte-Sul do Conselho da Europa relativo a 2021 já foi anunciado, esta segunda-feira, e será atribuído, em data ainda não divulgada, à ex-autarca afegã Zarifa Ghafari e à plataforma internacional COVAX, iniciativa liderada pela Organização Mundial da Saúde (OMS) que visa assegurar o acesso global e equitativo às vacinas contra a covid-19, em particular nos países mais pobres.


O Conselho da Europa é uma organização internacional de promoção dos direitos humanos fundada em 05 de maio de 1949, com 47 Estados-membros, incluindo todos os países da União Europeia (UE).


O prémio do Centro Norte-Sul, criado em Lisboa em 1990, será hoje entregue pela 26.ª vez no parlamento português.



ANP// SCA


Lusa/Fim

Sem comentários

deixar um comentário