19 Outubro 2021, 18:52

Projeto de enoturismo do Baixo Tâmega renovado até 2022 e com mais concelhos

LUSA Autor
Agência de notícias de Portugal

O projeto de promoção de enoturismo da região do Baixo Tâmega, lançado em 2019, foi renovado até 2022 e vai ser alargado a mais concelhos de Basto e Resende.

A iniciativa resulta de uma candidatura conjunta da Associação Empresarial de Amarante (AEA) e daquele agrupamento de municípios ao programa NORTE 2020.

Fonte do projeto explicou que a aprovação da «Bitnova 2.0» vai permitir a continuidade do roteiro de enoturismo designado Verde Sentido e trazer “novas ações de qualificação aos agentes do território do Baixo Tâmega”.

PUB – CONTINUE A LER A SEGUIR



O roteiro lançado em 2019, evidencia a Associação de Municípios do Baixo Tãmega, “associou os operadores turísticos, restaurantes e unidades hoteleiras à ideia de oferecer serviços de animação turística em parceria”.

Do projeto fazem parte os concelhos de Amarante, Baião, Marco de Canaveses e Celorico de Basto, que já estiveram na primeira fase do programa, e que será agora alargado a Mondim de Basto, Cabeceiras de Basto e Resende.

Nas ações previstas estão a realização da conferência internacional “Great Wine Capitals”, sessões de informação e sensibilização dirigidas a operadores privados e a participação em duas feiras internacionais.

Está também a ser planeado o lançamento de um portal online e da aplicação para telemóveis «Verde Sentido» para “dinamizar as ofertas turísticas de forma integrada, na região”.

O projeto, orçado em 500 mil euros, dos quais 425 mil serão financiados pelo programa Norte 2020, vai decorrer até agosto de 2022.

Sem comentários

deixar um comentário