24 Janeiro 2023, 07:01

Promoção e desenvolvimento social

Entrevista a:

Maria José Gamboa
Presidente da Junta de Freguesia de Canidelo

A cumprir o terceiro e último mandato à frente da Junta de Freguesia de Canidelo, Maria José Gamboa garante que a sua grande preocupação, enquanto autarca, “foi, é e será a ação social”. Desde a sua chegada à liderança, a prioridade tem sido a resolução dos problemas mais prementes da população, quer ao nível de carências materiais, quer das grandes questões socias como a pobreza ou a integração dos mais desfavorecidos.

“A população idosa e as crianças são as minhas maiores preocupações enquanto autarca”, refere Maria José Gamboa, ao Mundo Atual, salientando que, de forma a apoiar, ativamente, as faixas etárias mais jovens, já está em desenvolvimento a criação de um Centro de Atividades Ocupacionais para as crianças com necessidades educativas especiais.

PUB – CONTINUE A LER A SEGUIR



“O projeto, totalmente comparticipado pela Câmara Municipal de Gaia, já foi aprovado e encontra-se em fase de concurso”, refere, sublinhando a necessidade da criação de infraestruturas do género, com vista a minorar os problemas de crianças e pais.
“O nosso grande objetivo é o de assegurar as melhores condições para que cresçam em segurança e com qualidade, já que o défice de saúde mental é muito estigmatizante na sociedade”, salienta.
Empenhada na realização de ações inovadoras, a autarquia tem vindo a identificar algumas problemáticas atuais que pretende dar a conhecer junto dos mais jovens.
À semelhança do que já tinha acontecido com o cibercrime, o tráfico de seres humanos, potenciado pelo conflito na Ucrânia, é um tema que a Junta está a levar às escolas, no sentido de desenvolver uma participação mais ativa dos jovens na comunidade.

Preocupação pelas faixas etárias mais vulneráveis

De acordo com a autarca, o programa «Gaia Aprende +» é um fator impulsionador para o grande crescimento educacional que o concelho tem conhecido nos últimos anos.
No sentido de garantir respostas adequadas aos vários “nichos” etários, os idosos também estão no topo das prioridades da Junta, que auxilia, financeiramente, os mais carenciados ao nível de medicação e habitação.
Durante os últimos dois anos, devido à pandemia, as ajudas prestadas pela autarquia aos canidelenses não diminuíram.
“Antes pelo contrário, o aumento dos apoios obrigou-nos a grandes esforços financeiros, no sentido de acorrer a todas as necessidades”, garante, explicando que o trabalho desenvolvido em conjunto com a Câmara de Gaia foi intenso.

© Amândia Queirós | Mundo Atual

Freguesia em crescimento

Sendo a terceira maior freguesia do concelho de Vila Nova de Gaia, Canidelo tem vindo a desenvolver-se, em termos habitacionais, devido a um exponencial no crescimento imobiliário, a preços elevados, que se tem feito sentir no seu território.
“A freguesia apresenta duas vertentes distintas relativamente à sua constituição. Se, por um lado temos, ainda, uma freguesia «rural», com uma população mais envelhecida, onde todos se conhecem porque nasceram aqui, existe, por outro, a construção desenfreada dos grandes blocos habitacionais, que continua a trazer muita gente nova”, refere, sublinhando que a freguesia se tem tornado apetecível, quer devido à existência de uma grande área de terrenos construtivos, quer à proximidade do mar e do facto de contar com uma grande diversidade de equipamentos e serviços.
A freguesia tem, atualmente, em execução algumas obras estruturantes tais como a ampliação do Parque do Vale de S. Paio, a recuperação do adro da igreja matriz, a requalificação e adequação de passeios a pessoas com mobilidade reduzida, bem como um investimento na reabilitação do parque escolar.
“Apesar das obras de grande dimensão serem as mais sedutoras em termos de visibilidade, para mim é mais importante a intervenção na ação social”, diz a autarca, garantindo que o compromisso é o de ir ao encontro dos vários défices da freguesia.

Interesse pela economia e ação social

Eleita presidente de junta, pela primeira vez, em 2013, a socialista não tinha nenhuma ligação prévia àquela autarquia, onde chegou por “escolha política do partido”.
Há quase uma década à frente da Junta de Freguesia, Maria José Gamboa mantém a confiança dos canidelenses, tendo sido consecutivamente eleita para o cargo. Formada em Serviço Social, a autarca é, em simultâneo, presidente de um Centro Educativo de Infância e Juventude, onde crianças e jovens se encontram institucionalizados e à guarda do Estado. Natural do Porto, a sua paixão pela política começou desde jovem, inspirada pelo pai, um ativista contra o fascismo, que sempre lhe deu liberdade de escolha, incentivando o seu interesse.
“Era muito nova quando comecei a participar em reuniões e ações de propaganda contra o regime”, conta, lembrando que apesar de bastante ativa nunca teve nenhuma experiência que lhe tivesse causado medo. A vida profissional da autarca esteve sempre ligada ao serviço social, já que é uma área pela qual se diz “apaixonada”, a par da economia social.
“O meu interesse foi canalizado para as pessoas e para a forma como podemos ajudar a melhorar as suas vidas”, acrescenta.
Aos 73 anos, os poucos tempos livres que tem são passados em família e com amigos.
“A acumulação de atividades não me permite ter tanto tempo livre como desejaria”, brinca, salientando o seu gosto pela música.
“Sempre que posso, não falto a um bom espetáculo musical”, diz, confidenciando um hábito que adquiriu desde a pandemia: assistir a concertos online.

Agora que chegou aqui…

Ao longo do último ano, o MUNDO ATUAL tem conquistado cada vez mais leitores.
Nunca quisemos limitar o acesso aos nossos conteúdos, ao contrário do que fazem outros órgãos de comunicação, e mantivemos sempre todas as notícias, reportagens e entrevistas abertas para que todos as pudessem ler.
Mas precisamos do seu apoio. Para que possamos, diariamente, continuar a oferecer-lhe a melhor informação, não só nacional como local, assim como para podermos fazer mais reportagens e entrevistas do seu interesse.
O MUNDO ATUAL é um órgão de comunicação social independente e isento. E acreditamos que para que possamos continuar o nosso caminho, que tem sido de sucesso e de reconhecimento, é importante que nos possa ajudar neste caminho que iniciámos há um ano.
Desta forma, por tão pouco, com apenas 1€, pode apoiar o MUNDO ATUAL.

Obrigado!

Sem comentários

deixar um comentário