25 Setembro 2022, 08:01

PSD: Presidente do Instituto Sá Carneiro, Graça Carvalho, apoia Luís Montenegro

LUSA Autor
Agência de notícias de Portugal

Lisboa, 04 abr 2022 (Lusa) – A eurodeputada do PSD e presidente do Instituto Francisco Sá Carneiro, Graça Carvalho, vai apoiar Luís Montenegro nas eleições diretas de 28 de maio que vão escolher o próximo presidente do partido, anunciou a própria à Lusa.


“Num momento crucial para o partido, é importante que o futuro presidente agregue e una o partido, modernizando a imagem do PSD, atraindo novos quadros, posicionando o PSD como verdadeira alternativa ao PS”, refere a eurodeputada, numa nota enviada à Lusa.


Para a presidente do Instituto Sá Carneiro, o antigo líder parlamentar, “pelas suas qualidades humanas e políticas, pelo seu conhecimento profundo do partido e da sociedade civil e pela sua experiência política, corporiza esse espírito”.


“Estou convencida de que tem todas as condições para assumir a responsabilidade de dirigir o PSD por forma a alcançar estes objetivos”, declarou a eurodeputada.


Maria da Graça Carvalho, que integrou a direção de Rui Rio e foi convidada pelo ainda presidente do PSD para concorrer à liderança do Instituto Sá Carneiro, destaca, por outro lado, “a prioridade dada por Luís Montenegro à formação política, nomeadamente à formação de quadros e à produção de ideias para o país”.


Na nota enviada à Lusa, a eurodeputada afirmou estar “disponível para ajudar o futuro presidente [do PSD], nomeadamente na formação de jovens quadros, na internacionalização e na ligação do partido ao mundo académico e empresarial”.


“A formação deverá ser feita em colaboração com instituições do ensino superior, e através da criação de parcerias com organizações congéneres a nível europeu, um caminho a realizar em paralelo com as estruturas locais, descentralizando as iniciativas, levando-as a todo o país”, considerou.


Graça Carvalho defende que esta formação política seja feita também “em colaboração com instituições europeias da área política do PSD”, apostando em ligações com grandes organizações, como a Fundação Konrad Adenauer, o Wilfried Martens Centre for European Studies, ou o organismo grego Konstantinos Karamanlis Institute for Democracy.


Maria da Graça Carvalho é atualmente deputada do Parlamento Europeu, foi conselheira do Comissário para Investigação, Ciência e Inovação, Carlos Moedas, de novembro de 2014 a dezembro de 2015.


Anteriormente, foi deputada do Parlamento Europeu entre julho de 2009 e maio de 2014.


Também foi conselheira principal do presidente da Comissão Europeia Durão Barroso nas áreas de Ciência, Ensino Superior, Inovação, Investigação, Energia, Ambiente e Mudanças Climáticas de 2006 a 2009.


Foi ministra da Ciência e do Ensino Superior do XV Governo Constitucional e ministra da Ciência, Inovação e Ensino Superior do XVI Governo Constitucional. É Professora Catedrática do Instituto Superior Técnico (Universidade de Lisboa).


Em 01 de julho de 2020, foi eleita presidente do conselho de administração do Instituto Francisco Sá Carneiro, associação de reflexão e formação política ligada ao PSD.


O atual presidente do PSD, Rui Rio, que ocupa o cargo desde janeiro de 2018, já anunciou que deixará a liderança do partido depois da derrota nas legislativas de 30 de janeiro. As eleições diretas para escolher o seu sucessor foram marcadas em Conselho Nacional para 28 de maio e o Congresso vai realizar-se entre 01 e 03 de julho, no Porto.


Até agora, anunciou-se como candidato à liderança do PSD o antigo líder parlamentar Luís Montenegro, enquanto o antigo ministro e atual diretor para a Cooperação e Desenvolvimento na OCDE em Paris Jorge Moreira da Silva irá confirmar a sua candidatura em 14 de abril.



SMA // JPS


Lusa/fim

Sem comentários

deixar um comentário