29 Janeiro 2022, 12:41

Reabertura da igreja de São Gonçalo após restauro é momento de alegria – Pároco de Amarante

LUSA Autor
Agência de notícias de Portugal

O pároco de Amarante disse à Lusa que a reabertura à comunidade da Igreja de São Gonçalo, monumento nacional, após obras de restauro, hoje concretizada, é “um momento de grande alegria” para a cidade.

“Este é um espaço cultural, religioso e de devoção popular belíssimo, que está agora com uma nova cara e apresentação. É, por isso, um momento de grande alegria”, afirmou José Manuel Ferreira.

PUB – CONTINUE A LER A SEGUIR



O pároco explicou que as obras, orçadas em cerca de 2,2 milhões de euros, permitiram a “recuperação e restauro de todo o edificado [incluindo o claustro], a valorização do espaço de serviço e uma atualização litúrgica, com um novo altar, um novo ambão e uma nova cadeira com uma linguagem simbólica religiosa”.

Anotou, também, a apoio que câmara de Amarante “sempre prestou” nesta obra, “assim como outras entidades que também apoiaram, nomeadamente os fundos comunitários, a Direção Regional de Cultura do Norte, a Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Norte (CCDR-N), toda a comunidade, os empresários e a Fundação Manuel António da Mota”

“Só com a colaboração de todos foi possível que esta obra se realizasse”, destacou.

Por outro lado, o templo vai agora contar com um contador de visitas, uma mesa digital à entrada, um novo site e uma aplicação para ‘smartphone’, que vai permitir visitas virtuais.

Haverá, também, a possibilidade de visitar espaços que não eram conhecidos, nomeadamente a torre sineira, que também foi reabilitada na empreitada.

A imagem de São Gonçalo da Corda, muito apreciada pelos devotos, que estava na sacristia, ganhou agora um lugar de destaque, junto ao altar-mor.

A imagem que habitualmente saía na procissão está em restauro, mas os fiéis podem ver no templo a imagem mais antiga de São Gonçalo da Corda, “com uma nova linguagem”, acentuou o pároco.

Por seu turno, o presidente da Câmara de Amarante, José Luís Gaspar, destacou o simbolismo de a igreja reabrir no dia de São Gonçalo, padroeiro de Amarante.

“Hoje é um dia duplamente feliz, porque comemoramos o dia do nosso santo padroeiro, São Gonçalo, que tem uma expressão a nível internacional, mas também o dia em que mostramos a igreja renovada”, afirmou, em declarações à Lusa, acrescentando: “Para nós, é motivo de orgulho podermos estar aqui hoje e ver que, apesar de terem passado cinco séculos, esta igreja voltou a ganhar luz, voltou a ganhar cor, aquilo que ao longo dos anos foi sendo encoberto pela poeira e pela sujidade”.

Comentando o apoio da autarquia na empreitada, o autarca referiu que “a obra teve a comparticipação de toda a gente, do amarantino anónimo, que quis aqui deixar o seu contributo, de muitas entidades e instituições que quiseram também comparticipar e, claro, da Câmara de Amarante, naquilo que era o que faltava a pedido da Comissão Fabriqueira”.

Anotou, a terminar, que outras obras estão previstas para enriquecer o centro histórico e aumentar a sua atratividade turística, como um elevador panorâmico junto à torre sineira, já em execução, e remodelação da Alameda Teixeira de Pascoaes, entre outras realizações.

“São intervenções profundas que irão ajudar em toda esta dinâmica”, terminou.

Tags

Sem comentários

deixar um comentário