08 Outubro 2022, 16:40

Realizador de “Emmanuelle” e fotógrafo francês Justin Jaeckin morre aos 82 anos

LUSA Autor
Agência de notícias de Portugal

Agora que chegou aqui…

Ao longo do último ano, o MUNDO ATUAL tem conquistado cada vez mais leitores.
Nunca quisemos limitar o acesso aos nossos conteúdos, ao contrário do que fazem outros órgãos de comunicação, e mantivemos sempre todas as notícias, reportagens e entrevistas abertas para que todos as pudessem ler.
Mas precisamos do seu apoio. Para que possamos, diariamente, continuar a oferecer-lhe a melhor informação, não só nacional como local, assim como para podermos fazer mais reportagens e entrevistas do seu interesse.
O MUNDO ATUAL é um órgão de comunicação social independente e isento. E acreditamos que para que possamos continuar o nosso caminho, que tem sido de sucesso e de reconhecimento, é importante que nos possa ajudar neste caminho que iniciámos há um ano.
Desta forma, por tão pouco, com apenas 1€, pode apoiar o MUNDO ATUAL.

Obrigado!

PUB – CONTINUE A LER A SEGUIR



O cineasta e fotógrafo francês Just Jaeckin, que realizou o filme erótico de sucesso “Emmanuelle”, morreu na terça-feira, aos 82 anos, disse uma porta-voz da família citada hoje pela France-Presse.

“Jaeckin, o realizador de ‘Emmanuelle’ com Sylvia Kristel, morreu em 06 de setembro na Bretanha, após uma longa doença, aos 82 anos. Morreu rodeado pela sua mulher Anne, uma escultora, e a sua filha Julia, uma fotógrafa”, disse a sua agente, numa declaração.

“Emmanuelle”, que foi um sucesso internacional, conta a história das aventuras sexuais de uma jovem mulher na Ásia.

O filme, o maior sucesso de 1974 em França, foi visto nas salas de cinema por várias dezenas de milhões de espectadores em todo o mundo.

Agora disponível para aluguer em plataformas de ‘streaming’, não recomendado para menores de 16 anos, “Emmanuelle” foi apresentado como uma obra “romântica”.

O filme foi adaptado de um ‘bestseller’ erótico com o mesmo nome, escrito por Emmanuelle Arsan, em 1959. O produtor, Yves Rousset-Rouard, quis dar o projeto a um jovem realizador e recorreu ao fotógrafo Just Jaeckin.

Jaeckin realizou ainda “Histoire d’O” e, novamente com Sylvia Kristel, “Lady Chatterley’s Lover”.

Nascido em 1940, em Vichy, Just Jaeckin era também proprietário de uma galeria de arte em Paris com a sua mulher, onde exibiam pinturas e esculturas, incluindo as suas próprias obras.

Sem comentários

deixar um comentário