06 Dezembro 2022, 21:30

Rei Carlos III recorda mãe como “inspiração e exemplo”

LUSA Autor
Agência de notícias de Portugal

Agora que chegou aqui…

Ao longo do último ano, o MUNDO ATUAL tem conquistado cada vez mais leitores.
Nunca quisemos limitar o acesso aos nossos conteúdos, ao contrário do que fazem outros órgãos de comunicação, e mantivemos sempre todas as notícias, reportagens e entrevistas abertas para que todos as pudessem ler.
Mas precisamos do seu apoio. Para que possamos, diariamente, continuar a oferecer-lhe a melhor informação, não só nacional como local, assim como para podermos fazer mais reportagens e entrevistas do seu interesse.
O MUNDO ATUAL é um órgão de comunicação social independente e isento. E acreditamos que para que possamos continuar o nosso caminho, que tem sido de sucesso e de reconhecimento, é importante que nos possa ajudar neste caminho que iniciámos há um ano.
Desta forma, por tão pouco, com apenas 1€, pode apoiar o MUNDO ATUAL.

Obrigado!

PUB – CONTINUE A LER A SEGUIR



O Rei Carlos III recordou hoje com emoção a mãe, Rainha Isabel II, que morreu na quinta-feira, como uma “inspiração e exemplo” para toda a família real britânica.

“Devemos-lhe a mais sentida dívida que qualquer família pode dever à sua mãe pelo seu amor, afeto, orientação, compreensão e exemplo”, disse na sua primeira declaração ao país como monarca, saudando a “vida bem vivida” da “amada mãe”.

Vestindo um fato preto e gravata e sentado ao lado de uma fotografia da Rainha, o Rei recordou na mensagem gravada e transmitida pela televisão o “calor, humor e uma capacidade infalível de ver sempre o melhor das pessoas”.

“Para além da tristeza pessoal que toda a minha família sente, também partilhamos com muitos de vós no Reino Unido, em todos os países onde a Rainha foi Chefe de Estado, na Commonwealth, e em todo o mundo, um profundo sentimento de gratidão pelos mais de 70 anos em que a minha mãe, como Rainha, serviu o povo de tantas nações”, afirmou.

O Rei afirmou que “tal como a própria Rainha fez com tanta inabalável devoção”, também se compromete, durante o tempo de vida que lhe resta, a “defender os princípios constitucionais no coração” do Reino Unido.

A Rainha Isabel II morreu aos 96 anos no Castelo de Balmoral, na Escócia, após mais de 70 anos do mais longo reinado da história do Reino Unido.

Elizabeth Alexandra Mary Windsor nasceu em 21 de abril de 1926, em Londres, e tornou-se Rainha de Inglaterra em 1952, aos 25 anos, na sequência da morte do pai, George VI, que passou a reinar quando o seu irmão abdicou.

Após a morte da monarca, o seu filho primogénito assume aos 73 anos as funções de rei como Carlos III.

Sem comentários

deixar um comentário