17 Agosto 2022, 03:09

Resgatadas 77 pessoas de sótão de igreja na Nigéria

LUSA Autor
Agência de notícias de Portugal

Agora que chegou aqui…

Ao longo do último ano, o MUNDO ATUAL tem conquistado cada vez mais leitores.
Nunca quisemos limitar o acesso aos nossos conteúdos, ao contrário do que fazem outros órgãos de comunicação, e mantivemos sempre todas as notícias, reportagens e entrevistas abertas para que todos as pudessem ler.
Mas precisamos do seu apoio. Para que possamos, diariamente, continuar a oferecer-lhe a melhor informação, não só nacional como local, assim como para podermos fazer mais reportagens e entrevistas do seu interesse.
O MUNDO ATUAL é um órgão de comunicação social independente e isento. E acreditamos que para que possamos continuar o nosso caminho, que tem sido de sucesso e de reconhecimento, é importante que nos possa ajudar neste caminho que iniciámos há um ano.
Desta forma, por tão pouco, com apenas 1€, pode apoiar o MUNDO ATUAL.

Obrigado!

As forças de segurança resgataram 77 pessoas, 23 menores e 54 adultos, retidas no sótão de uma igreja evangélica na Nigéria, sob a promessa da “segunda vinda de Jesus”, num caso de “alegado sequestro”, segundo a Polícia do Estado de Ondo.

“A investigação preliminar está em curso”, declarou a porta-voz da Polícia de Ondo, Funmilayo Odunlami, reportaram hoje os media locais, apesar de o resgate ter acontecido na sexta-feira.

“É um assunto relacionado com a igreja: um pastor que afirma que Jesus virá brevemente e que o êxtase (conceito teológico que faz referência à ascensão de todos os crentes ao céu e ao regresso de Jesus Cristo) terá lugar em setembro e que os acolheu todos na sua casa”, acrescentou Odunlami.

Alguns dos afetados asseguraram a media locais que não ficaram à força, mas sim por vontade, enquanto o pai de um dos menores resgatados afirmou que o filho insistiu em acampar no templo depois de este ter decidido deixar de assistir aos serviços religiosos, porque “os seus ensinamentos bíblicos eram incorretos”.

De acordo com uma organização de jovens da sociedade civil de Ondo, os afetados estiveram retidos durante seis meses antes de serem resgatados.

O pastor da igreja, David Anifowoshe, foi detido juntamente com vários subordinados e encontra-se atualmente sob custódia policial, à espera da conclusão da investigação e de serem formuladas acusações, informou a polícia.

Sem comentários

deixar um comentário