27 Novembro 2021, 00:04

Residência com 47 camas abre em Lisboa para filhos de funcionários públicos – Ministra

LUSA Autor
Agência de notícias de Portugal

Lisboa, 27 abr 2021 (Lusa) — Filhos de trabalhadores da administração pública que tenham de se deslocar para estudar em Lisboa terão no próximo ano uma residência universitária com 47 camas, anunciou hoje a ministra da Modernização do Estado e da Administração Pública.

De acordo com Alexandra Leitão, esta iniciativa é “uma medida solidária em relação aos trabalhadores da Administração Pública e às suas famílias, que obedece aos princípios enformadores da ação social complementar”, e insere-se no âmbito do Programa para Jovens Estudantes.

Alexandra Leitão sublinhou que o programa, iniciado o ano passado”prevê a transformação de edifícios dos Serviços Sociais da Administração Pública sem utilização em alojamento para estudantes”, tendo sido iniciado um projeto de requalificação para que, no próximo ano letivo, seja possível “garantir a abertura de uma residência com 47 camas em Lisboa destinadas aos filhos dos trabalhadores públicos que preencham os requisitos definidos”.

A governante realçou que este apoio é “essencial para os estudantes que dele necessitem e vai facilitar a frequência do Ensino Superior numa instituição localizada fora da área de residência”.

A ministra da Modernização do Estado e da Administração Pública esteve hoje a ser ouvida no parlamento, na Comissão de Administração Pública, Modernização Administrativa, Descentralização e Poder Local.

Na audição, destacou ainda que, na semana passada, quando as Lojas do Cidadão começaram a fazer atendimentos presenciais mediante marcação prévia, foram atendidas presencialmente 10 mil pessoas por dia nestas lojas.

“Em breve” dar-se-á início “à testagem periódica e massiva de todos os trabalhadores que exercem funções nos espaços cidadão”, acrescentou.

Alexandra Leitão destacou que o Governo está a “ampliar” a rede de Espaços Cidadão, contando com mais de 750 balcões no território nacional e nos consulados, mais 148 do que no início da legislatura, que “têm ajudado a descongestionar, nomeadamente, os serviços relacionados com o Cartão de Cidadão” (CC).

“Hoje, é possível renovar o Cartão de Cidadão em 591 Espaços Cidadão e, destes, 62 já permitem também fazer o levantamento presencial no local”, disse, salientando que, em quase quatro meses, os Espaços Cidadão “renovaram cerca de 50 mil cartões e entregaram cerca de 10.500”.

Cerca de 350 mil portugueses receberam o CC renovado em casa através dos CTT, de acordo com um protocolo com o Ministério da Justiça, acrescentou.

Em março registaram-se cerca de 260 mil novas adesões à Chave Móvel Digital, para 2,7 milhões de chaves existentes, das quais cerca de 1,8 milhão estão ativas, disse ainda.

RCS // MCL

Lusa/Fim

Sem comentários

deixar um comentário