13 Maio 2022, 19:40

Ricardo Sá Pinto “certo” da permanência do Moreirense na I Liga

LUSA Autor
Agência de notícias de Portugal

Moreira de Cónegos, Braga, 06 mai 2022 (Lusa) – O treinador Ricardo Sá Pinto manifestou hoje “certeza” na permanência do Moreirense na I Liga de futebol, na véspera do jogo com o Estoril Praia, numa 33.ª e penúltima jornada que poderá ditar a descida dos minhotos.


“Ganhando os nossos jogos, se calhar podemos depender apenas de nós. A ver vamos, há muitas dúvidas ainda. Não temos a esperança, mas a certeza de que vamos ficar na I Liga, desde que vençamos os dois encontros que nos faltam. Estamos focados no Estoril Praia, que realizou um bom campeonato, não tem pressão ou objetivos claros. Por outro lado, precisamos destes três pontos”, observou o técnico, em conferência de imprensa.


Depois de duas rondas passadas no 16.º lugar, de acesso ao ‘play-off’ de manutenção, uma derrota tardia na receção ao Boavista (1-2) devolveu os vimaranenses à zona de despromoção direta, no 17.º e penútimo posto, colocando-os a depender de terceiros para consumar a ‘salvação’.


Se perder na Amoreira, o Moreirense automaticamente fica sem hipóteses de garantir a manutenção direta e desce à II Liga caso o Tondela derrote no domingo o Gil Vicente, enquanto qualquer outra combinação de resultados no fim de semana permite abordar a derradeira jornada com possibilidades de ‘salvação’, no pior dos cenários, via ‘play-off’.


“Temos de fazer um jogo à semelhança do último. Gostei do que vi em termos de atitude, comportamento, chegada, criação de oportunidades, coragem e personalidade. Apenas houve detalhes que não podem acontecer, como perdas de bola em zonas perigosas ou hesitações na linha defensiva. Temos de fazer as coisas simples do futebol”, advertiu.


O Moreirense está a quatro pontos dos lugares de permanência automática e um abaixo da vaga de acesso ao ‘play-off’ com o terceiro colocado da II Liga, mas Ricardo Sá Pinto constata que “a equipa está bem” face às “muitas adversidades e infelicidades sofridas”.


“Sinto a equipa com enorme vontade de ganhar o jogo e temos de lutar e correr mais do que o adversário. Queremos também fazer parte da história boa deste clube. Os adeptos têm deixado mensagens incentivadoras a toda a hora. Há uma energia muito positiva à volta da equipa. É só focar no que temos de fazer e ir à procura da felicidade”, salientou.


Contando com Artur Jorge e os brasileiros Walterson e Derik Lacerda, de regresso após castigo, o treinador revelou que “estão todos convocados” para o jogo no Estoril, mesmo que Paulinho esteja suspenso e haja dúvidas sobre a disponibilidade do ‘canarinho’ Yan, ausente há duas partidas, e do belga Kevin Mirallas, que se lesionou frente ao Boavista.


“Um opositor sem pressão joga mais descontraído, liberto e desinibido e, por vezes, faz coisas muito boas. É um alerta para toda a equipa. Acho que é mais difícil encarar uma equipa que joga sem objetivos claros nesta fase da época do que uma que pode acusar nervosismo. Esperamos um Estoril forte, à imagem da época muito boa que fez”, frisou.


Os ‘cónegos’ perderam os últimos dois desafios e igualaram a época com mais derrotas (18) numa edição da I Liga, levando Ricardo Sá Pinto a recomendar “mais regularidade a nível de concentração”, para evitar o regresso ao escalão secundário oito anos depois.


“Os atletas têm sido dedicados e treinamos como jogamos, de forma que seja mais fácil disputar o jogo. Quando os resultados não surgem, há coisas que nos penalizam muito, mas uma das grandes particularidades desta equipa e do seu treinador é que ‘we never give up’. Nunca desistimos. Estamos sempre fortes, esperançosos e ligados”, concluiu.


O Moreirense, 17.º e penúltimo classificado, com 26 pontos, visita o Estoril Praia, 11.º, com 36, no sábado, às 15:30, no Estádio António Coimbra da Mota, no Estoril, em jogo da 33.ª ronda da I Liga, com arbitragem de Manuel Mota, da associação de Braga.



RYTF // MO


Lusa/Fim

Sem comentários

deixar um comentário