18 Janeiro 2022, 06:57

Rui Costa admite que saída de Jesus não era desfecho ambicionado pelas duas partes

LUSA Autor
Agência de notícias de Portugal

O presidente do Benfica, Rui Costa, admitiu hoje que a saída de Jorge Jesus do comando da equipa principal clube da Luz não era o desfecho ambicionado pelas duas partes.

Numa curta declaração à imprensa, no Seixal, o dirigente máximo dos «encarnados» limitou-se a confirmar o “acordo para rescisão do contrato” e acrescentou que foi alcançado “com a mesma lealdade e seriedade” que pautou a relação de ambos durante a segunda passagem do técnico pelo Benfica.

“Não era este o desfecho que ambos ambicionávamos, como é óbvio. Trabalhámos arduamente para chegar ao fim deste ano com os objetivos cumpridos. Mas com a mesma frontalidade com que sempre estivemos juntos, chegámos à conclusão que este dia acabou por ser melhor para ambas as partes”, afirmou Rui Costa na sala de imprensa do Benfica Futebol Campus.

Tags

Sem comentários

deixar um comentário