08 Outubro 2022, 11:31

Rui Pedro Silva diz que é “boa altura” para jogar com o Benfica

LUSA Autor
Agência de notícias de Portugal

Vila Nova de Famalicão, Braga, 08 set 2022 (Lusa) — O treinador do Famalicão admitiu hoje que esta é “uma boa altura para jogar com o Benfica”, na sexta jornada da I Liga portuguesa de futebol, e garantiu que o grupo está “confiante” num bom resultado. 


Rui Pedro Silva está consciente das dificuldades que o adversário vai apresentar, no embate marcado para sábado, a partir das 15:30, mas revelou ter a equipa preparada para contrariar a supremacia benfiquista.


“É uma boa altura para nós. O Benfica atravessa um bom momento, com bom futebol, com situações táticas e individuais que desbloqueiam jogos. Nós temos confiança que vamos realizar um bom jogo”, garantiu o técnico famalicense, na conferência de imprensa de antevisão da partida com os ‘encarnados’.


O técnico desvaloriza o facto de o Benfica contabilizar apenas vitórias no campeonato, garantindo que a equipa famalicense está “preparada” para o embate.


“A única coisa que quero é que sejamos nós. Foi o primeiro desafio que coloquei aos meus jogadores. Quero um jogo onde não exista receio e exista coragem. É só mais um jogo com três pontos em discussão, mais um jogo nesta caminhada de crescimento, reconhecendo que no opositor existe um lastro de confiança que acrescenta às vitórias”, disse.


Rui Pedro Silva não acredita em quem avança um Benfica “cansado nesta fase da época”.


“Não vejo um Benfica cansado. Estamos no início do campeonato. O primeiro cansaço que surge numa equipa é o mental e ainda não é neste momento da temporada, não aparece agora. E a trabalhar sobre vitórias não aparece cansaço, pelo menos não se nota tanto. Para além disso, o plantel do Benfica tem alternativas para repor jogadores eventualmente cansados”, garantiu ainda.


O Famalicão, 15.º classificado, com quatro pontos, recebe, às 15:30, o Benfica, líder isolado, com 15, em jogo da 6.ª jornada da I Liga portuguesa de futebol, que será arbitrado por Nuno Almeida, da associação do Algarve.


 


JYA // PFO


Lusa/Fim

Sem comentários

deixar um comentário