28 Setembro 2021, 05:41

S. Pedro: Missa Campal celebrada pelo Bispo do Porto

© DR

A pandemia obriga, mais uma vez, ao cancelamento dos festejos do S. João e do S. Pedro, mas no caso deste último a Câmara de Gaia preparou um pequeno «evento» não só para assinalar o dia como para inaugurar, de forma simbólica, as obras de renovação da Igreja.

Apesar de certa a construção de um novo templo – cujo projeto é da autoria de Siza Vieira – a autarquia gaiense “após um diálogo intenso com o novo pároco e a população” decidiu remodelar a igreja antiga para que esta pudesse albergar um espaço para a catequese, revelou Eduardo Vítor Rodrigues, no final da reunião de ontem.

Assim, a reabilitação, que custou cerca de 135 mil euros, será inaugurada a 04 de julho (16h00), dia em que o Bispo do Porto se deslocará à Afurada não só para esta cerimónia como para a realização de uma “missa campal” (16h30), no Cais de Gaia, seguida de uma espécie de procissão, mas no rio.

Recuperando uma tradição antiga, os barcos dos pescadores levarão o andor do S. Pedro até à barra marítima (17h00).

No entanto, tudo será feito de acordo com as regras de segurança. A missa campal terá “restrições de acesso e limitação de lugares” e nos barcos vão estar apenas os pescadores e D. Manuel Linda.

No que diz respeito ao S. João, Eduardo Vítor Rodrigues reafirmou que não haverá lugar a festejos de rua, nem a espetáculo de fogo de artificio, relembrando a realização das mini-feiras populares em quatro recintos fechados e com acessos condicionados.

Sem comentários

deixar um comentário