07 Julho 2022, 02:50

Saldo da balança comercial com os PALOP quase duplicou para 1,3 mil milhões em 2021

LUSA Autor
Agência de notícias de Portugal

Lisboa, 28 fev 2022 (Lusa) – O saldo da balança comercial entre Portugal e os Países Africanos de Língua Oficial Portuguesa (PALOP) quase duplicou no ano passado face a 2020, melhorando o resultado favorável para 1,3 mil milhões de euros.


De acordo com os dados compilados pelo Instituto Nacional de Estatística de Portugal para a Lusa, o saldo da balança comercial passou de 621 milhões de euros, em 2020, para 1.360 milhões de euros em 2021, essencialmente devido à quebras nas compras a Angola, o principal parceiro comercial de Portugal nos PALOP.


As compras de Portugal a Angola caíram 79,3% em 2021, passando de 389 milhões de euros, em 2020, para apenas 80,6 milhões de euros no ano passado.


Pelo contrário, as exportações para Angola aumentaram 9,4%, subindo de 870,3 milhões de euros, em 2020, para 952,1 milhões de euros no ano passado.


No mesmo sentido, as trocas comerciais com a Guiné Equatorial conheceram uma forte diminuição no ano passado, com as compras a descerem de 342,7 milhões de euros, em 2020, para 111,2 milhões de euros, o que representa uma quebra de 67,5%.


Entre as maiores variações percentuais estão as trocas comerciais com São Tomé e Príncipe, cujas importações mais do que duplicaram no ano passado (de 1,1 milhões de euros em 2020 para 2,5 mil milhões de euros em 2021), ao passo que as exportações cresceram de 50,2 para 56,7 milhões de euros, um aumento de 12,9%.


Na totalidade das trocas entre Portugal e Angola, Cabo Verde, Guiné Equatorial, Guiné-Bissau, Moçambique e São Tomé e Príncipe, há a registar uma quebra de 68,7 nas importações, que desceram de 779,1 para 234,4 milhões de euros de 2020 para 2021, e uma subida de 6,9% nas exportações, que aumentaram de 1,5 mil milhões de euros para 1,6 mil milhões no ano passado.



MBA // PJA


Lusa/Fim

Sem comentários

deixar um comentário