31 Julho 2022, 23:19

SEF recusou a entrada de 42 estrangeiros nos aeroportos nos últimos sete dias

LUSA Autor
Agência de notícias de Portugal

Lisboa, 16 fev 2022 (Lusa) — O SEF controlou 145.899 passageiros nas fronteiras aéreas nos últimos sete dias e recusou a entrada de 42 cidadãos estrangeiros, sendo a maioria por falta de comprovativo de permanência no país, indicou hoje aquele serviço de segurança.


Em comunicado, o Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) refere que controlou, nos últimos sete dias, nos postos de fronteira aérea, 145.899 passageiros, 84.936 dos quais à entrada e 60.963 à saída, com origem ou destino de países fora da União Europeia.


Segundo o SEF, nos aeroportos foram detetadas 90 indicações cautelares e registadas 42 recusas de entrada, 33 das quais por não comprovação do objetivo da estada, cinco por falta de visto adequado, três por indicação para efeitos de não admissão em Portugal e uma por fraude documental.


O SEF acrescenta que, em todo país, foram instaurou um total de 37 processos-crime, 19 dos quais por fraude documental, cinco por auxílio à imigração ilegal, sete por permanência irregular no país, um por desobediência à decisão de expulsão, um por falsidade de depoimento, um por mandado de detenção europeu, um por ofensa à integridade física, um por tráfico de pessoas e um por violência doméstica.


Apesar de ter deixado de ser obrigatório a apresentação de teste de diagnóstico à covid-19 negativo para entrar no país, bastando apenas a apresentação de certificado digital, o SEF detetou 15 passageiros sem teste ou sem certificado digital, oito dos quais no aeroporto de Lisboa e seis no aeroporto de Faro, o que resultou em número idêntico de contraordenações a passageiros e companhias aéreas.


Desde o início do mês de fevereiro, o SEF controlou à entrada do país 734.402 passageiros (1.154 sem teste), correspondendo a um total de 5.965 voos.



CMP // HB


Lusa/fim

Sem comentários

deixar um comentário