10 Setembro 2022, 16:20

Silva Tiago recandidata-se na Maia apostando na habitação e mobilidade

LUSA Autor
Agência de notícias de Portugal

António Silva Tiago, apoiado pela coligação PSD/CDS-PP, apresentou hoje a sua recandidatura à Câmara da Maia, apostando na habitação, meio ambiente e mobilidade e com elogios ao comportamento dos munícipes a lidar com a covid-19.

Com o antigo presidente da câmara maiata, Bragança Fernandes como cabeça-de-lista à Assembleia Municipal, o atual líder autárquico justificou a recandidatura pelo “amor à terra” e também como um “imperativo de consciência”.

No seu discurso de apresentação, e sobre as apostas para o segundo mandato, o autarca referiu a Estratégia Local de Habitação, prevendo que, ao longo de cinco anos, sejam disponibilizados 757 novos fogos de habitação social.

Em segundo lugar, a construção do “Corredor verde do Leça” ao longo de “mais de 40 quilómetros de margens do rio”, afirmando querer concretizar esse corredor verde no território “nos próximos quatro anos”.

Aludiu depois à “revolução nos transportes públicos na Maia”, para destacar que “incluirá uma nova de linha de Metro, que ligará o Hospital de São João à Maia e ao Aeroporto Francisco Sá Carneiro”.

PUB – CONTINUE A LER A SEGUIR



Sobre a pandemia da covid-19, disse ter trazido ao concelho “desafios muito duros e exigentes, como nunca houve outros na história recente” e o recordou o papel da autarquia na ajuda prestada aos diversos setores da população maiata.

“Cuidámos como ninguém de encontrar formas de conter a pandemia: estivemos sempre entre os primeiros a instalar e apetrechar, com meios técnicos e recursos humanos, centros de testes móveis de vacinação à covid-19 e de rastreio epidemiológico”, disse o candidato.

E prosseguiu: “A Maia, apesar de ser um município de elevado risco de propagação da doença, quer pelo seu forte tecido empresarial exportador, quer pelo facto de ter no seu território um aeroporto, pode orgulhar-se de ser uma comunidade exemplar na forma como trava e cuida das consequências da pandemia”.

Sublinhando ter em curso “a mais profunda reforma do território das últimas décadas”, António Silva Tiago acrescentou estarem a “concretizar a dianteira do desenvolvimento e da qualidade de vida, sempre assumida na área metropolitana e no país”.

A Câmara da Maia é atualmente liderada pela coligação PSD/CDS-PP que conquistou, nas autárquicas de 2017, seis mandatos, sendo a coligação PS/JPP oposição no executivo com cinco eleitos.

Até ao momento, e para as autárquicas agendadas para 26 de setembro, são conhecidas as candidaturas do atual presidente, António Silva Tiago, pelo PSD/CDS-PP, de Francisco Vieira de Carvalho pela coligação PS/JPP, Alfredo Maia pela CDU, Silvestre Pereira pelo Bloco de Esquerda e André Pedro Almeida pelo Chega.

Sem comentários

deixar um comentário