07 Fevereiro 2023, 12:18

Sobe para 68 número de feridos em sismo na Turquia

LUSA Autor
Agência de notícias de Portugal

Ancara, 23 nov 2022 (Lusa) – Pelo menos 68 pessoas ficaram feridas esta madrugada após um terramoto de magnitude 5,9 que atingiu a província turca de Düzce, 200 quilómetros a leste de Istambul, sem causar vítimas mortais.


O terramoto, que também foi sentido fortemente em Ancara e Istambul, bem como nas províncias de Bolu, Sakarya, Zonguldak, Kocaeli, Bursa, Bilecik, Izmir e Kütahya, registou-se às 04:08 locais (01:08 em Lisboa), disse a Autoridade de Gestão de Catástrofes e Emergências (AFAD) da Turquia.


O epicentro foi localizado na província de Düzce, a uma profundidade de 6,81 quilómetros, acrescentou a AFAD.


O Ministro do Interior turco Süleyman Soylu disse não ter sido relatada até ao momento qualquer morte ou desmoronamento de edifícios.


O tremor de terra acordou cidadãos em pânico, especialmente em Düzce, onde ainda persistem as memórias do terramoto de magnitude 7,2 de 1999, que matou 710 pessoas e feriu 2.679.


As pessoas fugiram das suas casas, algumas pelas janelas, e passaram a noite ao ar livre, não ousando regressar a casa, pois as réplicas continuaram, com o AFAD a registar um total de 123, a mais forte das quais com uma magnitude de 4,3.


Muitos ficaram feridos e a CNNTürk relatou que muitos dos feridos chegaram ao hospital estatal de Düzce a pé. 


O ministro da Saúde, Fahrettin Koca, disse que pelo menos 68 pessoas ficaram feridas, entre os quais um cidadão afegão de 28 anos que saltou de um primeiro andar e sofreu um AVC, encontrando-se em estado grave. 


Koca relatou que 26 dos 68 feridos ainda se encontram hospitalizados, e exceto para os afegãos, nenhum deles está em perigo de vida. 


O Presidente da Turquia, Recep Tayyip Erdogan, também confirmou no parlamento que não foram relatados danos graves. 


“Embora o terramoto de Gölyaka tenha causado danos em muitos edifícios, felizmente não enfrentámos grandes colapsos nem perdas”, disse o presidente. 


Várias equipas de salvamento e ambulâncias foram enviadas para Düzce, onde foram aplicados cortes de energia como medida de precaução, e as escolas permanecerão fechadas hoje, tanto em Düzce como em três cidades vizinhas.


A Turquia está situada numa das zonas sísmicas mais ativas do mundo.


 


PRZ/APN // APN


Lusa/Fim

Sem comentários

deixar um comentário