25 Maio 2022, 05:29

“Socialistas devem unir-se em torno de António Costa” – João Ribeiro

Susana Faria AdministratorKeymaster

A quatro dias daquele que será um dos momentos mais importantes para a democracia portuguesa, o antigo porta-voz da direção de António José Seguro, João Ribeiro, fez um balanço da campanha política para legislativas e disse acreditar numa vitória do PS, afirmando que António Costa é “o melhor candidato a Primeiro-ministro”.

PUB – CONTINUE A LER A SEGUIR



João Ribeiro, que conhece bem António Costa e o partido socialista, discorda de muitas decisões e apostas do líder do PS, mas “águas passadas não movem moinhos” e, nestas eleições, aposta em Costa como Primeiro-ministro, pedindo a união dos socialistas para com o candidato.

“Nestas eleições parece-me claro que ele é o melhor candidato a Primeiro-ministro. E os socialistas têm o dever de se unir e mobilizar para com o seu candidato”

“Nestas eleições parece-me claro que ele é o melhor candidato a Primeiro-ministro. E os socialistas têm o dever de se unir e mobilizar para com o seu candidato, para que no domingo o PS esteja em condições de formar um Governo europeísta e estável para Portugal. Vêm aí tempos difíceis. Não são tempos para experiências governamentais de uma direita mais colorida. Nem para radicalismos políticos inspirado do século XIX, que são permeáveis a interesses externos”, explicou João Ribeiro, em declarações ao Mundo Atual.

Acerca da instabilidade na campanha política que toma conta da atualidade, para o ex-porta-voz de Seguro, este clima “é até saudável, porque reflete pluralidade e diversidade de opções. Nunca tivemos tantas opções e com projetos políticos relativamente diferentes”.

“Essa diferença e clareza de projetos políticos é que terá aumentado um pouco a tensão. Daí haver muita discussão sobre voto útil. Tenho dito que para um eleitor de esquerda é muito mais consequente e útil para o futuro do País um voto neste PS, tão influenciado por Pedro Nuno Santos, do que um voto no BE ou na CDU. O Pedro Nuno Santos e todos os militantes socialistas não podem tirar os olhos da bola: essa bola são os desafios bem presentes, pós-pandemia, como a execução da maior ajuda financeira de sempre (o PRR), a pressão inflacionista- dramática para os mais pobres, juros a subir e o problema da falta de autonomia estratégica da União Europeia, que se vê na crise com a Ucrânia e na crise dos abastecimentos”, sublinha.

“Acredito na vitória do PS”

“Só o PS fala nisso no programa. Olhando para o seu programa e protagonistas, é possível ver que é o partido que oferece maiores perspetivas de estabilidade”, acrescenta.

Para João Ribeiro a incerteza de saber quem será o vencedor no domingo, que se reflete através das várias sondagens, “aumenta o incentivo à participação política, revela que os portugueses estão mais conscientes da responsabilidade do seu voto e querem saber mais sobre os programas…nunca se discutiu tanta política económica e fiscal numa campanha”.

“Acredito na vitória do PS, e vejo nesta indefinição eleitoral um sinal de vitalidade da democracia”, conclui.

Agora que chegou aqui…

Ao longo do último ano, o MUNDO ATUAL tem conquistado cada vez mais leitores.
Nunca quisemos limitar o acesso aos nossos conteúdos, ao contrário do que fazem outros órgãos de comunicação, e mantivemos sempre todas as notícias, reportagens e entrevistas abertas para que todos as pudessem ler.
Mas precisamos do seu apoio. Para que possamos, diariamente, continuar a oferecer-lhe a melhor informação, não só nacional como local, assim como para podermos fazer mais reportagens e entrevistas do seu interesse.
O MUNDO ATUAL é um órgão de comunicação social independente e isento. E acreditamos que para que possamos continuar o nosso caminho, que tem sido de sucesso e de reconhecimento, é importante que nos possa ajudar neste caminho que iniciámos há um ano.
Desta forma, por tão pouco, com apenas 1€, pode apoiar o MUNDO ATUAL.

Obrigado!

Tags

Sem comentários

deixar um comentário