04 Dezembro 2021, 23:09

Surfista Frederico Morais na terceira ronda da etapa francesa do Challenger Series

LUSA Autor
Agência de notícias de Portugal

Landes, França, 20 out 2021 (Lusa) — O português Frederico Morais apurou-se hoje para a terceira ronda da etapa francesa do Challenger Series de surf, após impor-se frente aos australianos Jordan Lawler e Reef Heazlewood e ao havaiano Eli Hanneman.


O sufista cascalense, 10.º do circuito mundial de 2021, amealhou um total de 15,57 pontos (7,67 e 7,90), face aos 11,83 (6,33 e 5,50) de Lawler, que também seguiu em frente, 9,77 (4,77 e 5,00) de Heazlewood e 7,94 (3,87 e 4,07) de Hanneman.


Na oitava bateria da terceira ronda, ‘Kikas’, já sem a companhia do compatriota Vasco Ribeiro, eliminado na primeira, vai enfrentar os franceses Michel Bourez e Jorgann Couzinet.


No dia de hoje, as portuguesas Carolina Mendes e Teresa Bonvalot foram afastadas nos oitavos de final, ao perderem frente às norte-americanas Sawyer Lindblad e Caitlin Simmers, respetivamente.


As duas surfistas lusas terminaram o Roxy Pro entre as nonas classificadas, enquanto Yolanda Sequeira ficou entre as 17.ªs e Francisca Veselko entre as 49.ªs, ao terem sido derrotadas, respetivamente, nas segunda e primeira rondas.


Carolina Mendes superou a segunda ronda, ao bater a havaiana Coco Ho e a espanhola Garazi Sanchéz-Ortun, mas foi batida por Lindblad, que conquistou 16,9 pontos (8,5 e 8,5), contra 11 da portuguesa (6,17 e 4,83).


Pouco depois, Teresa Bonvalot somou 5,6 pontos (0,93 e 4,17), que foram insuficientes face aos 8,14 de Simmers (4,47 e 3,67). Antes, a surfista natural de Cascais tinha superado a segunda ronda, frente à japonesa Sara Wakita e à brasileira Summer Macedo.


As provas francesas correspondem às terceiras etapas das quatro etapas da Challenger Series da Liga Mundial de Surf (WSL), cujos primeiros classificados são promovidos ao circuito mundial (12 na competição masculina e seis na feminina).


As segundas etapas foram disputadas na Ericeira, onde venceram os havaianos Ezekiel Lau e Luana Silva.



AJC (JP) // AMG


Lusa/Fim

Sem comentários

deixar um comentário