06 Dezembro 2022, 21:03

Taça Davis: João Sousa abre primeiro dia do inédito duelo com o Brasil

LUSA Autor
Agência de notícias de Portugal

Agora que chegou aqui…

Ao longo do último ano, o MUNDO ATUAL tem conquistado cada vez mais leitores.
Nunca quisemos limitar o acesso aos nossos conteúdos, ao contrário do que fazem outros órgãos de comunicação, e mantivemos sempre todas as notícias, reportagens e entrevistas abertas para que todos as pudessem ler.
Mas precisamos do seu apoio. Para que possamos, diariamente, continuar a oferecer-lhe a melhor informação, não só nacional como local, assim como para podermos fazer mais reportagens e entrevistas do seu interesse.
O MUNDO ATUAL é um órgão de comunicação social independente e isento. E acreditamos que para que possamos continuar o nosso caminho, que tem sido de sucesso e de reconhecimento, é importante que nos possa ajudar neste caminho que iniciámos há um ano.
Desta forma, por tão pouco, com apenas 1€, pode apoiar o MUNDO ATUAL.

Obrigado!

PUB – CONTINUE A LER A SEGUIR



João Sousa, número um nacional, tem hoje a responsabilidade de iniciar, frente a Felipe Meligeni, a inédita eliminatória entre Portugal e o Brasil, referente ao Grupo I Mundial da Taça Davis em ténis.

O vimaranense, de 33 anos, 56.º da hierarquia ATP, vai tentar conquistar, diante do 143.º tenista mundial e segundo jogador brasileiro, o primeiro ponto no duelo que ditará o acesso ao ‘play-off’ de apuramento para as Finais da Taça Davis de 2023, numa jornada que tem início marcado para as 15:00.

De seguida, Nuno Borges enfrenta o mais cotado jogador dos visitantes, Thiago Monteiro (65.º), no segundo encontro de singulares do primeiro dia do inédito embate entre Portugal e o Brasil na principal competição de seleções do ténis, que decorre até sábado, no Pavilhão Multiusos de Viana do Castelo.

Portugal, capitaneado por Rui Machado, é composto por João Sousa, Nuno Borges (93.º), Gastão Elias (210.º), Frederico Silva (250.º) e Francisco Cabral (número um nacional e 45.º mundial na variante de pares).

A formação brasileira, que tem Jaime Oncins como ‘capitão’, é integrada por Thiago Monteiro, Felipe Meligeni (143.º), Matheus Pucinelli (224.º) e Thiago Wild (370.º), além do especialista de pares Rafael Matos (36.º naquele ‘ranking).

Sem comentários

deixar um comentário