25 Janeiro 2022, 11:46

TAP diz que 10% de passageiros transportados no Porto reflete tendência de crescimento

LUSA Autor
Agência de notícias de Portugal

Porto, 02 dez 2021 (Lusa) — A TAP afirmou hoje que a quota de 10% em número de passageiros transportados no Aeroporto Francisco Sá Carneiro, no Porto, no terceiro trimestre do ano representa uma “duplicação” face ao anterior e uma tendência de “crescimento”.


Em comunicado, a companhia aérea portuguesa esclarece hoje que, de acordo com os relatórios da Autoridade Nacional de Aviação Civil (ANAC), a TAP “duplicou a sua quota de mercado” no Porto em número de passageiros transportados.


“Essa quota foi de 10% no terceiro trimestre, conforme referido pela ANAC, quando no trimestre anterior era de 5%”, observa a TAP, acrescentando não haver “qualquer tendência de decréscimo”.


“Bem pelo contrário, esta duplicação mostra um crescimento que se espera que continue”, refere.


O Jornal de Notícias avança hoje que a TAP representa 10% dos voos com destino a partir do Porto, ou seja, que só um em cada 10 passageiros que passa pelo Aeroporto Francisco Sá Carneiro é transportado pela companhia aérea portuguesa.


Lembrando que já não tem liderança no transporte de passageiros no Aeroporto Francisco Sá Carneiro há alguns anos, a companhia aérea portuguesa salienta, contudo, que continua a ser a companhia que “oferece mais voos intercontinentais diretos do Porto para destinos no Brasil e Estados Unidos”.


Mercados que, segundo a TAP, representam um grande volume dos passeiros transportados e, devido à pandemia da covid-19, no trimestre em causa “existiam ainda fortes restrições às viagens de e para esses países”.


A TAP refere ainda tratar-se de uma companhia com um modelo de negócios de “‘hub and spoke'”, onde 60% dos seus passageiros fazem em Lisboa a ligação entre voos que não têm como destino Portugal.


“O mercado português, no seu todo, representa, em circunstâncias normais, menos de 20% do total dos passageiros transportados pela TAP”, esclarece, lembrando que qualquer análise que se procure fazer ao tráfego de passageiros na pandemia “assenta em bases que nada têm a ver com o regular funcionamento do mercado”.


Na sequência da notícia avançada pelo JN, o presidente da Câmara Municipal do Porto, o independente Rui Moreira, afirmou hoje que a TAP “não tem nenhuma utilidade” para a cidade.


Citado numa nota publicada no ‘site’ da Câmara do Porto, Rui Moreira afirma que a TAP “tem o seu ‘hub’ em Lisboa e, portanto, não tem nenhuma utilidade para a cidade do Porto, pelo contrário”.


“Faz parte da estratégia do Governo para a TAP, por muito que o Governo o esconda”, afirmou o autarca, acrescentando que a companhia aérea portuguesa é uma companhia “imperial” que tem como “única estratégia ser uma companhia de ‘hub’ e o seu ‘hub’ assumidamente é Lisboa”.


“Compreendemos perfeitamente que a TAP seja relevante para Lisboa e que Lisboa seja relevante para a TAP. Não gostamos é de estar a pagar a fatura disso e exigimos para a região um conjunto de recursos necessários para atrairmos outras companhias aéreas”, defendeu Rui Moreira.


 


SPYC//LIL


Lusa/Fim

Sem comentários

deixar um comentário