25 Maio 2022, 14:46

Taxa de ocupação hoteleira em Macau de 50% em 2021

LUSA Autor
Agência de notícias de Portugal

Macau, China, 27 jan 2022 (Lusa) — A taxa de ocupação média hoteleira em 2021 em Macau foi de 50%, um aumento de 21,4 pontos percentuais em comparação com o ano anterior, foi hoje anunciado.


Os hotéis e pensões da região chinesa acolheram mais de 6,6 milhões de hóspedes no ano passado, uma subida de 71% em relação a 2020, indicou, em comunicado, a Direção dos Serviços de Estatística e Censos (DSEC).


Apesar da melhoria, os dados estão ainda muito longe dos níveis registados antes da pandemia de covid-19. Em 2019, Macau recebeu 14,1 milhões de hóspedes, com uma taxa de ocupação média hoteleira de 92%.


A cidade chinesa, capital mundial do jogo, tinha no final de dezembro 118 hotéis e pensões com cerca de 39 mil quartos disponíveis, mais 10,3%% do que em 2020.


O número não inclui os hotéis e pensões reservados pelas autoridades para a quarentena obrigatória aplicada a todas as pessoas que chegam a Macau de fora da China, sublinhou a DSEC.


A esmagadora maioria dos hóspedes, 5,4 milhões, veio da China, que beneficia de exceções face às restrições fronteiriças determinadas no âmbito do combate à pandemia do novo coronavírus.


O período médio de permanência dos hóspedes em Macau atingiu 1,8 noites, o valor mais elevado desde que a DSEC começou a recolher dados sobre este elemento, em 1997, ainda durante a administração portuguesa.


A 20 de janeiro, a professora da Universidade de Macau Miao Li disse à Lusa que a pandemia tem levado a que os visitantes fiquem mais tempo na região e gastem mais dinheiro.


“Há muita gente desejosa de poder viajar e com algum dinheiro posto de lado para este período”, afirmou a investigadora, que tem estudado as mudanças no setor do turismo.


Também a 20 de janeiro, o vice-presidente da Associação de Hotéis de Macau, Rutger Veschuren, disse à Lusa que a taxa de ocupação poderá ultrapassar os 70% durante o Ano Novo Lunar.


O Ano Novo Lunar”, a principal festa das famílias chinesas, equivalente ao Natal nos países ocidentais, é também um dos pontos altos para o turismo de Macau. Este ano, dedicado ao Tigre, assinala-se a partir de 01 de fevereiro.


Macau foi dos primeiros territórios a ser atingido pela pandemia, mas contabilizou apenas 79 casos, sem registar qualquer morte.


A covid-19 provocou 5.614.118 mortes em todo o mundo desde o início da pandemia, segundo o mais recente balanço da agência de notícias France-Presse.


A doença respiratória é provocada pelo coronavírus SARS-CoV-2, detetado no final de 2019 em Wuhan, cidade do centro da China.


A nova variante Ómicron, classificada como preocupante e muito contagiosa pela Organização Mundial da Saúde (OMS), foi detetada na África Austral e, desde que as autoridades sanitárias sul-africanas deram o alerta em novembro, tornou-se dominante em vários países, incluindo em Portugal.



VQ // JMC


Lusa/Fim

Sem comentários

deixar um comentário