18 Outubro 2021, 12:25

Teresa Almadanim (PS) candidata à Maia para «combater desigualdades»

LUSA Autor
Agência de notícias de Portugal

A professora universitária Teresa Almadanim é a candidata do PS à Câmara da Maia, para “combater as desigualdades” e “lutar pela transparência na política”.

“Candidato-me pelas pessoas. Porque existem imensas coisas que podemos fazer para ajudar e sobretudo para que as desigualdades entre maiatos não existam. As desigualdades entre os maiatos têm de ser minimizadas”, afirmou Teresa Almadanim que, entre outros aspetos, lembrou “a dificuldade de acesso igual a transportes” neste concelho.

“Basta percorrer as freguesias limítrofes para perceber que em matéria de transportes há dificuldade na mobilidade. Minha candidatura é pelas pessoas e para as pessoas”, resumiu.

PUB – CONTINUE A LER A SEGUIR



Teresa Almadanim, de 50 anos, é, atualmente, presidente da Câmara de Comércio e Indústria Paraguai-Portugal, cargo que ocupa a convite da Embaixada do Paraguai em Portugal e que acumula com a docência universitária, uma vez que foi docente em instituições como Instituto Universitário de Lisboa, Universidade Católica, bem como Instituto Superior de Economia e Gestão da Universidade de Lisboa.

A candidata socialista apontou como prioridade “tornar o concelho da Maia num exemplo e território de referência na área das cidades inteligentes” porque “cada vez é mais necessário trocar experiências e estabelecer relações com cidades internacionais”.

“Outra das minhas grandes bandeiras será a transparência de toda a atividade camarária e política. A minha equipa será absolutamente isenta de qualquer problema de legalidade, será assente na honestidade e na transparência”, concluiu.

Em comunicado, a concelhia PS da Maia refere que com esta candidatura pretende apresentar “um projeto diferenciador e inovador, alicerçado numa candidatura de valores, íntegra e com uma candidata séria, reconhecida na Maia, com um perfil de autarca moderno, que assegurará o objetivo de ganhar a Câmara”.

No texto, assinado pelo líder do PS/Maia, Paulo Rocha, lê-se que o objetivo é “abrir um novo horizonte para o desenvolvimento do concelho, focado nas potencialidades da Maia e na capacidade de se gerar um território inteligente, de referência nacional e europeu, e com projetos focados numa visão humana forte e centrado nas pessoas”.

“A transparência da ação política e o combate às desigualdades estarão na agenda desta candidatura, pela defesa de um concelho mais equilibrado e harmonioso, sendo ainda de destacar a requalificação e a formação das respostas locais, apostando numa rede articulada e estruturada pela autarquia com o envolvimento de todo o setor social, cultural e desportivo que, na Maia, desempenha um papel fundamental no quotidiano do concelho”, acrescenta a estrutura socialista.

A Câmara da Maia é atualmente liderada pela coligação PSD/CDS-PP que conquistou, nas autárquicas de 2017, seis mandatos, sendo oposição no executivo a coligação PS/JPP com cinco eleitos.

Sem comentários

deixar um comentário