08 Outubro 2022, 10:16

Thierry Neuville lidera Rali da Acrópole após superespecial noturna

LUSA Autor
Agência de notícias de Portugal

Agora que chegou aqui…

Ao longo do último ano, o MUNDO ATUAL tem conquistado cada vez mais leitores.
Nunca quisemos limitar o acesso aos nossos conteúdos, ao contrário do que fazem outros órgãos de comunicação, e mantivemos sempre todas as notícias, reportagens e entrevistas abertas para que todos as pudessem ler.
Mas precisamos do seu apoio. Para que possamos, diariamente, continuar a oferecer-lhe a melhor informação, não só nacional como local, assim como para podermos fazer mais reportagens e entrevistas do seu interesse.
O MUNDO ATUAL é um órgão de comunicação social independente e isento. E acreditamos que para que possamos continuar o nosso caminho, que tem sido de sucesso e de reconhecimento, é importante que nos possa ajudar neste caminho que iniciámos há um ano.
Desta forma, por tão pouco, com apenas 1€, pode apoiar o MUNDO ATUAL.

Obrigado!

O piloto belga Thierry Neuville (Hyundai i20) lidera o Rali da Acrópole, 10.ª das 13 provas do Campeonato do Mundo, depois de disputada a super-especial noturna de abertura.

O piloto da Hyundai completou os 1.950 metros desenhados no Estádio Olímpico de Atenas em 1.58,4 minutos, batendo o finlandês Teemu Suninen (Hyundai i20), da categoria WRC2, por 0,1 segundos. O espanhol Dani Sordo (Hyundai i20) foi o terceiro, a um segundo de Neuville.

“Hoje, foi como deveria ser sempre, com uma grande multidão e uma envolvência excelente. Mostra que é possível atrair muita gente ao WRC”, frisou o piloto belga, quarto classificado do campeonato à partida para esta prova.

O líder da competição, o finlandês Kalle Rovanperä (Toyota Yaris), perdeu 1,5 segundos para Neuville, assinando o oitavo melhor tempo, logo atrás do francês Sébastien Loeb (Ford Puma), que regressou ao campeonato na prova grega.

O português Diogo Salvi (Skoda Fábia Evo), navegado por Hugo Magalhães, foi 31.º entre 66 pilotos, a 7,1 segundos do mais rápido.

Salvi participa na categoria WRC2, a segunda mais importante do campeonato, na qual foi 17.º classificado.

Na sexta-feira, os pilotos enfrentam 108.31 quilómetros cronometrados, divididos por seis especiais.

Sem comentários

deixar um comentário