29 Janeiro 2022, 13:46

Treinador do Vizela quer mais “regularidade” e “foco” para vencer Belenenses SAD

LUSA Autor
Agência de notícias de Portugal

O treinador Álvaro Pacheco afirmou hoje que o Vizela precisa de “manter a regularidade” e o “foco” por períodos mais longos para vencer o Belenenses SAD, em jogo em atraso da 13.ª jornada da I Liga de futebol.

Após o desaire de terça-feira, no reduto do Marítimo (1-0), o técnico quer domingo uma equipa com “determinação” em campo para “dar uma resposta” ao resultado anterior e também uma ‘prenda’ de aniversário ao clube minhoto, que comemora hoje 83 anos.

“Nalguns jogos, estamos muito bem em determinados comportamentos, noutros não, a equipa oscila. Trabalhámos no sentido de manter uma regularidade, uma concentração e um foco maiores. Estamos num campeonato em que, se não tivermos foco, podemos não atingir os objetivos que pretendemos”, disse, na antevisão ao embate com os ‘azuis’ de Lisboa, marcado para as 18:30, em Vizela.

À espera de uma exibição à altura da “data especial” que os vizelenses assinalam hoje, Álvaro Pacheco lembrou que tinha o plantel “na máxima força” quando se decretou o adiamento da partida inicialmente agendada para 06 de dezembro, devido ao coronavírus, que motivou o isolamento de 79 pessoas da estrutura de futebol do Belenenses SAD, 19 das quais com a variante Ómicron.

“Com esse adiamento, se alguém foi prejudicado não foi o Belenenses SAD, mas foram os regulamentos que assim o ditaram”, frisou.

Quase um mês depois, o ‘timoneiro’ vizelense crê que a equipa treinada por Filipe Cândido “melhorou”, apesar de não ter “tido muitos jogos” – o encontro da 16.ª jornada, com o Famalicão, foi adiado para 13 de janeiro, depois da equipa ter perdido os duelos anteriores para a I Liga, com Estoril Praia e Sporting de Braga (ambos por 1-0).

“Sentimos um Belenenses SAD mais forte e compacto, que acredito que queira vir aqui em busca de pontos. Pode ser uma equipa matreira em determinados momentos. Vamos ter de assumir o jogo e de estar focados nas incidências, por causa dos obstáculos que o Belenenses SAD nos vai provocar”, disse.

Álvaro Pacheco frisou ainda que o Vizela, apesar da exigida “adaptabilidade às incidências”, não pode “perder o ADN” no duelo com o lanterna-vermelha do campeonato, tendo exprimido a convicção de que os seus pupilos se vão revelar suficientemente “confiantes” para imporem o seu futebol.

A propósito da janela de transferências de inverno, aberta até ao final de janeiro, o treinador de 50 anos mostrou-se “contente” com o plantel à disposição e com os “jogadores jovens” que tem lançado”, apesar do Vizela estar “sempre aberto a bons negócios” e de eventuais contratações serem boas para a “competitividade interna”.

O Vizela, 14.º classificado da I Liga portuguesa, com 13 pontos, recebe o Belenenses SAD, 18.º e último, com oito, em jogo em atraso da 13.ª jornada agendado para as 18:30, no Estádio do Futebol Clube de Vizela, com arbitragem de João Gonçalves, da Associação de Futebol do Porto.

 

Sem comentários

deixar um comentário