13 Maio 2022, 08:45

Treze crianças entre os 254 migrantes resgatados do Mediterrâneo na última semana – OIM

LUSA Autor
Agência de notícias de Portugal

Tunes, 09 mai 2022 (Lusa) — Durante a primeira semana de maio, 254 migrantes, dos quais 13 crianças, foram resgatados do Mediterrâneo central e devolvidos à Líbia, informou hoje a Organização Internacional para as Migrações (OIM).


Desde o início do ano, um total de 4.715 pessoas que fugiam para a Europa através do Mediterrâneo regressaram à Líbia com vida, 114 morreram e outras 438 continuam desaparecidas, 50 das quais crianças.


Organizações internacionais também denunciam a falta de segurança para os migrantes e refugiados na Líbia, país de trânsito para milhares de pessoas que fogem da guerra e da pobreza.


Na semana passada, a Amnistia Internacional (AI) apontou a milícia Autoridade de Apoio à Estabilidade (SSA, na sigla original), criada pelo Governo em 2021, como estando envolvida em desaparecimentos forçados, homicídios e torturas.


No domingo, organizações humanitárias denunciaram que uma barcaça com 34 migrantes ficou à deriva por mais de 36 horas no Mediterrâneo central sem receber qualquer tipo de ajuda, apesar de a ter solicitado.


A organização Alarm Phone, que recebe pedidos de ajuda de barcos de migrantes no Mediterrâneo, assegurou que Malta rejeitou o resgate, considerando que a embarcação se encontrava em águas internacionais e na zona de resgate e busca da Líbia.


No ano passado, 32.425 migrantes foram devolvidos à Líbia após serem resgatados na rota do Mediterrâneo central, 662 perderam a vida e 891 estão desaparecidos.


 


RCS //RBF


Lusa/Fim

Sem comentários

deixar um comentário