08 Dezembro 2021, 15:19

Tribunal central dá razão à Câmara de Lisboa no processo Bragaparques

LUSA Autor
Agência de notícias de Portugal

O Tribunal Central Administrativo Sul “deu razão à Câmara Municipal de Lisboa” no caso Bragaparques, uma decisão que não é passível de recurso e evita o pagamento de 239 milhões de euros pelo município, anunciou hoje a autarquia.

“Terminando um longo contencioso legal sobre a permuta de terrenos do Parque Mayer efetuada pelo município há quase 20 anos, o Tribunal Central Administrativo Sul deu razão à Câmara Municipal de Lisboa e anulou a decisão que obrigava a autarquia a pagar 239 milhões de euros à Bragaparques”, refere uma nota divulgada pelo município, liderado pelo socialista Fernando Medina.

Com esta decisão, a autarquia “não terá de pagar qualquer verba à Bragaparques”, no âmbito do processo de permuta e venda dos terrenos do Parque Mayer e da antiga Feira Popular, em Entrecampos.

“Esta decisão não é passível de recurso”, sublinha a Câmara de Lisboa.

Fernando Medina dará uma conferência de imprensa às 12:00 para explicar os detalhes do processo e o impacto nas contas do município.

 

Sem comentários

deixar um comentário