17 Setembro 2021, 07:32

Tribunal condena ex-autarca de Maputo a pena de prisão convertida em multa

LUSA Autor
Agência de notícias de Portugal

Maputo, 09 jun 2021 (Lusa) – Um tribunal de Maputo condenou hoje o ex-presidente do município, David Simango, a uma pena de prisão convertida em multa, depois de a esposa ter recebido em 2013 um apartamento num prédio em cuja construção o autarca interveio.


Eleito pela Frente de Libertação de Moçambique (Frelimo), partido no poder, David Simango foi acusado dos crimes de “aceitação de oferecimento ou promessa e abuso de cargo e função” e acabou condenado a uma pena de 18 meses de prisão e 15 meses de multa – sendo que a pena de prisão foi também convertida em multa.


A sentença foi proferida pela quarta secção do Tribunal Judicial do Distrito Municipal de Ka Mpfumo.


Em causa está um apartamento T3 avaliado em cerca de 375 mil euros na Avenida 24 de Julho, uma das principais artérias de Maputo, recebido pela esposa como contrapartida pela intervenção do edil a favor da sociedade Epsilon Investimentos no respetivo processo de construção.


No âmbito do processo, o imóvel foi declarado a favor do Estado.


LFO/EYAC // RBF


Lusa/fim

Sem comentários

deixar um comentário