02 Julho 2022, 12:46

Turquia fechou espaço aéreo a voos civis e militares russos com destino à Síria

LUSA Autor
Agência de notícias de Portugal

Istambul, 23 abr 2022 (Lusa) — A Turquia fechou este mês o seu espaço aéreo aos voos civis russos para a Síria, anunciou hoje o ministro turco dos Negócios Estrangeiros, Mevlüt Çavusoglu, salientando que o seu país não está a participar nas sanções contra a Rússia.


“Fechámos o nosso espaço aéreo não só aos voos militares russos mas também aos voos civis com destino à Síria”, disse o ministro em declarações à comunicação social no início de uma viagem de sete dias à América Latina, de acordo com a estação turca de televisão NTV.


“Dávamos permissões trimestrais. Havia permissão até abril. O nosso Presidente (Recep Tayyip Erdogan) disse (ao seu homólogo russo, Vladimir) Putin. Depois os voos pararam”, explicou o chefe da diplomacia turca.


Çavusoglu sublinhou que a Turquia não participa nas sanções contra a Rússia que a União Europeia impôs na sequência da invasão russa da Ucrânia.


“Se uma empresa (russa) quiser vir fazer negócios, só tem de agir de acordo com as nossas leis e a legislação internacional”, disse.


Çavusoglu afirmou que a Rússia e a Ucrânia continuam em conversações para alcançar a paz, mas estas são “negociações delicadas, conduzidas através de portas diplomáticas discretas”, disse ele.


O ministro turco chegou hoje a Montevideu, onde se encontrou com o seu homólogo uruguaio, Francisco Bustillo, na primeira paragem de uma viagem que o levará ao Brasil, primeiro a São Paulo, ainda hoje, e amanhã a Brasília, depois ao Equador, na terça-feira à Colômbia, na quarta-feira ao Panamá e na quinta-feira à Venezuela, de onde regressará à Turquia na sexta-feira.


APL // PJA


Lusa/Fim

Sem comentários

deixar um comentário