07 Julho 2022, 06:27

Ucrânia: Kiev diz que falta de segurança impede corredores humanitários

LUSA Autor
Agência de notícias de Portugal

Kiev, 22 abr 2022 (Lusa) – A vice-primeira-ministra ucraniana, Iryna Verechtchouk, disse hoje que as situações de perigo na Ucrânia impedem esta sexta-feira a operacionalidade dos corredores humanitários.


“Hoje, devido aos perigos de ameaças em todos os itinerários não há corredores humanitários”, disse Verechtchouk através de uma declaração transmitida pela rede social Telegram.  


Na quinta-feira, três autocarros transportaram habitantes da cidade de Mariupol sitiada pelas forças russas.


Os deslocados foram enviados para Zaporijia no sudeste do país, de acordo com a France Presse.


A Rússia lançou em 24 de fevereiro uma ofensiva militar na Ucrânia que já matou mais de dois mil civis, segundo dados da ONU, que alerta para a probabilidade de o número real ser muito maior.


A ofensiva militar causou já a fuga de mais de 12 milhões de pessoas, mais de 5 milhões das quais para fora do país, de acordo com os mais recentes dados da ONU — a pior crise de refugiados na Europa desde a Segunda Guerra Mundial (1939-1945).


 


PSP // SB


Lusa/Fim


 

Sem comentários

deixar um comentário