06 Setembro 2022, 22:13

Ucrânia: Macron adverte que a guerra “vai durar” e que é preciso estar preparado

LUSA Autor
Agência de notícias de Portugal

Paris, 26 fev 2022 (Lusa) — O Presidente francês, Emmanuel Macron, alertou hoje que a guerra na Ucrânia “vai durar” e que todos “devem estar preparados”, indicando que o governo está a preparar um “plano de resiliência” para lidar com as consequências económicas desta crise.


“A guerra voltou à Europa (…). Se tivesse de vos dar uma convicção esta manhã é a de que esta guerra vai durar”, disse o Presidente francês, dirigindo-se aos participantes da Feira Agrícola Internacional de Paris, que hoje inaugurou.


A Rússia lançou na quinta-feira de madrugada uma ofensiva militar na Ucrânia, com forças terrestres e bombardeamento de alvos em várias cidades, que já provocaram pelo menos mais de 120 mortos, incluindo civis, e centenas de feridos, em território ucraniano, segundo Kiev. A ONU deu conta de 100.000 deslocados no primeiro dia de combates.


O Presidente russo, Vladimir Putin, disse que a “operação militar especial” na Ucrânia visa “desmilitarizar e ‘desnazificar'” o seu vizinho e que era a única maneira de o país se defender, precisando o Kremlin que a ofensiva durará o tempo necessário, dependendo de seus “resultados” e “relevância”.


O ataque foi condenado pela generalidade da comunidade internacional e motivou reuniões de emergência de vários governos, incluindo o português, e da Organização do Tratado do Atlântico Norte (NATO), UE e Conselho de Segurança da ONU, tendo sido aprovadas sanções em massa contra a Rússia.



LT // JPS


Lusa/Fim

Sem comentários

deixar um comentário