05 Julho 2022, 06:25

Ucrânia: Mais de 100 civis mortos e 300 feridos desde invasão russa – ONU

LUSA Autor
Agência de notícias de Portugal

Agora que chegou aqui…

Ao longo do último ano, o MUNDO ATUAL tem conquistado cada vez mais leitores.
Nunca quisemos limitar o acesso aos nossos conteúdos, ao contrário do que fazem outros órgãos de comunicação, e mantivemos sempre todas as notícias, reportagens e entrevistas abertas para que todos as pudessem ler.
Mas precisamos do seu apoio. Para que possamos, diariamente, continuar a oferecer-lhe a melhor informação, não só nacional como local, assim como para podermos fazer mais reportagens e entrevistas do seu interesse.
O MUNDO ATUAL é um órgão de comunicação social independente e isento. E acreditamos que para que possamos continuar o nosso caminho, que tem sido de sucesso e de reconhecimento, é importante que nos possa ajudar neste caminho que iniciámos há um ano.
Desta forma, por tão pouco, com apenas 1€, pode apoiar o MUNDO ATUAL.

Obrigado!

PUB – CONTINUE A LER A SEGUIR



A ONU anunciou hoje ter registado 102 civis mortos, incluindo sete crianças, e 304 feridos desde o início da invasão russa da Ucrânia, mas alertou que os números reais “são consideravelmente” maiores.

“A maioria destes civis foi morta por armas explosivas de longo alcance, incluindo fogo de artilharia pesada, por lançadores de foguetes múltiplos e ataques aéreos”, afirmou a Alta-Comissária da ONU para os Direitos Humanos, Michelle Bachelet, na abertura do Conselho de Direitos Humanos, em Genebra.

“Receio, no entanto, que os números sejam consideravelmente maiores”, admitiu Bachelet.

A Rússia lançou na quinta-feira de madrugada uma ofensiva militar na Ucrânia, com forças terrestres e bombardeamento de alvos em várias cidades.

A ONU deu conta de perto de 370 mil deslocados para a Polónia, Hungria, Moldávia e Roménia.

Sem comentários

deixar um comentário