11 Agosto 2022, 04:58

Ucrânia: Ministros da Defesa da NATO confirmam reforço da presença “preventiva” a leste

LUSA Autor
Agência de notícias de Portugal

Bruxelas, 16 fev 2022 (Lusa) — Os ministros da Defesa da NATO, reunidos em Bruxelas, exortaram hoje a Rússia a escolher a via diplomática para resolver a crise com a Ucrânia, mas, como medida preventiva, confirmaram o reforço da presença militar a leste.


“As ações da Rússia representam uma séria ameaça à segurança euro-atlântica. Como consequência, e para assegurar a defesa de todos os Aliados, estamos a destacar forças terrestres adicionais para a parte oriental da Aliança, bem como recursos marítimos e aéreos adicionais, tal como anunciado pelos Aliados, e aumentámos a prontidão das nossas forças”, lê-se numa declaração dos ministros da Defesa da NATO divulgada hoje à tarde.


Acrescentando que a NATO está também prestes a “reforçar ainda mais” a sua “postura defensiva e dissuasora para responder a todas as contingências”, os ministros da Defesa da Aliança Atlântica, entre os quais João Gomes Cravinho, que representa Portugal na reunião, argumentam que estas medidas são “preventivas e proporcionais” e não contribuem para uma escalada das tensões.



ACC // SCA


Lusa/Fim

Sem comentários

deixar um comentário