14 Maio 2022, 16:15

Ucrânia: Países Baixos reabrem embaixada em Kiev

LUSA Autor
Agência de notícias de Portugal

Haia, 29 abr 2022 (Lusa) — O Governo neerlandês anunciou que vai reabrir hoje a embaixada dos Países Baixos em Kiev, com uma “pequena equipa” e num gesto definido como um “sinal diplomático” para a Ucrânia.


Em declarações aos ‘media’, o ministro dos Negócios Estrangeiros Wopke Hoekstra, assegurou que a reabertura da embaixada na capital ucraniana é “importante” para os dois países, com Haia a sublinhar a “estreita relação” de cooperação, incluindo o envio de ajuda militar e humanitária à Ucrânia.


“Nunca estamos isentos de riscos, mas tendo avaliado a situação global julgamos que é sensato e aceitável. É uma pequena equipa e a segurança foi analisada com muito cuidado”, acrescentou Hoekstra, que se referiu a um “sinal diplomático muito importante” para a Ucrânia.


Hoekstra também confirmou hoje o envio para a Ucrânia “na primeira quinzena de maio” de 30 polícias holandeses com o objetivo de investigarem alegados crimes de guerra e com uma permanência no país durante duas semanas, nos arredores de Kiev, sob os auspícios do Tribunal Penal Internacional.


O ministro não excluiu a hipótese de também investigarem os acontecimentos em Bucha, pelo facto de os locais da investigação serem decididos pelo gabinete do procurador do TPI, Karim Khan.


A Rússia lançou em 24 de fevereiro uma ofensiva militar na Ucrânia que já matou cerca de três mil civis, segundo a ONU, que alerta para a probabilidade de o número real ser muito maior.


A ofensiva militar causou a fuga de mais de 12 milhões de pessoas, das quais mais de 5,4 milhões para fora do país, de acordo com os mais recentes dados da ONU.


A invasão russa foi condenada pela generalidade da comunidade internacional, que respondeu com o envio de armamento para a Ucrânia e o reforço de sanções económicas e políticas a Moscovo.



PCR // PDF


Lusa/Fim

Sem comentários

deixar um comentário