02 Julho 2022, 12:20

Ucrânia: Partido russo apresenta projeto para saída de Moscovo da OMC

LUSA Autor
Agência de notícias de Portugal

Moscovo, 21 mar 2022 (Lusa) – O partido social-democrata Rússia Justa apresentou hoje na Duma (câmara de deputados) um projeto para que o país abandone a Organização Mundial do Comércio (OMC) devido às sanções impostas após a invasão da Ucrânia.


Com o fim de defender “os interesses nacionais”, os deputados propõem denunciar o protocolo ao Acordo de Marraquexe subscrito em 2011 e a ratificação parlamentar de 2012.


“O ingresso na OMC teve motivos políticos. Benefícios económicos havia poucos”, afirmou um dos autores da iniciativa, Alexéi Chepa.


O deputado considerou que com as sanções internacionais, uma saída da OMC permitirá a Moscovo baixar as tarifas e os preços e apoiar os produtores nacionais.


“Devemos sair imediatamente desta organização”, defendeu.


A Rússia foi a última grande economia mundial a integrar a OMC, tendo entrado em 22 de agosto de 2012, após quase duas décadas de duras negociações.


A Câmara dos Representantes norte-americana aprovou na semana passada um projeto para retirar à Rússia o estatuto de nação comercial mais favorecida, o que abre a porta à imposição de tarifas a produtos russos.


A invasão russa da Ucrânia foi condenada pela generalidade da comunidade internacional, que respondeu com o envio de armamento para Kiev e o reforço de sanções económicas e políticas a Moscovo.



EO // CSJ


Lusa/fim

Sem comentários

deixar um comentário