04 Agosto 2022, 06:16

Ucrânia: Preço do gás natural sobe para máximo desde as primeiras semanas da invasão

LUSA Autor
Agência de notícias de Portugal

Madrid, 04 jul 2022 (Lusa) – O preço do gás natural de referência na Europa ultrapassou hoje 159 euros por megawatt hora (MWh), um máximo desde 9 de março devido aos receios de um corte no fornecimento da Rússia através do gasoduto Nord Stream I.


Segundo dados da Bloomberg consultados pela Efe, às 11:00 em Lisboa o preço do gás natural TTF (Title Transfer Facility) para entrega em agosto no mercado holandês subiu hoje para 159,50 euros por MWh, mais 8,5% do que na sexta-feira e o valor mais alto desde 9 de março.


Esta subida surge depois de a empresa estatal russa de gás Gazprom ter confirmado na sexta-feira passada que o gasoduto Nord Stream I ficará inoperante durante 11 dias, de 11 a 21 deste mês, devido a reparações.


No dia anterior, o ministro alemão da Economia e Energia, Robert Habeck, anunciou que haveria um encerramento técnico das infraestruturas e manifestou a sua preocupação sobre a possibilidade de um “bloqueio” completo do gasoduto sob o pretexto de trabalhos de reparação.


Desde quarta-feira passada, um dia antes das declarações do ministro alemão, o preço do gás subiu 15,5%.


A subida vem juntar-se à que se verificou desde meados de junho, quando o preço voltou a ultrapassar a marca dos 100 euros devido a cortes no fluxo através do Nord Stream I provocados pela falta de material decorrente das sanções impostas contra a Rússia, como a empresa estatal Gazprom justificou na altura.


Desde então, os preços do gás subiram 64%.


Nesta altura no ano passado, o gás natural custava 35 euros por MWh, menos 78% do que atualmente.



MC // JNM


Lusa/Fim

Sem comentários

deixar um comentário