13 Maio 2022, 19:05

Ucrânia: Rússia autoriza importação paralela para contornar sanções

LUSA Autor
Agência de notícias de Portugal

Moscovo, 06 mai 2022 (Lusa) — A Rússia autorizou hoje a importação de 100 categorias de bens, sem o acordo dos detentores da propriedade intelectual, incluindo telemóveis da Apple ou automóveis, para contornar as sanções impostas face à invasão da Ucrânia.


“A responsabilidade legal é dispensada nestes casos […] para os importadores que contornam os canais oficiais de distribuição”, notou o executivo, ressalvando não se tratar de uma autorização “para importar ou vender falsificações”.


Dessa lista, publicada pelo Ministério da Indústria e do Comércio, fazem parte telemóveis da Apple e da Samsung, automóveis, consolas de jogos ou talheres.


A produção destes bens pertence a grupos que decidiram deixar de operar no mercado russo, após a invasão da Ucrânia, ou que estão sob as sanções impostas pelo Ocidente.


Em 18 de abril, o Presidente da Rússia afirmou que a política de sanções do Ocidente fracassou, já que a economia russa “está a estabilizar”, enquanto o nível de vida dos europeus está “a descer”.


O objetivo do Ocidente era “minar rapidamente a situação financeira e económica do nosso país, causar pânico nos mercados e o colapso do sistema bancário, além de uma enorme escassez de produtos nas lojas”, defendeu, na altura, Vladimir Putin, durante uma reunião com membros do Governo sobre a situação económica do país.



PE (PMC) // JNM


Lusa/Fim

Sem comentários

deixar um comentário