30 Junho 2022, 00:15

Ucrânia: Rússia restringe voos de companhias de 36 países em resposta a sanções

LUSA Autor
Agência de notícias de Portugal

Agora que chegou aqui…

Ao longo do último ano, o MUNDO ATUAL tem conquistado cada vez mais leitores.
Nunca quisemos limitar o acesso aos nossos conteúdos, ao contrário do que fazem outros órgãos de comunicação, e mantivemos sempre todas as notícias, reportagens e entrevistas abertas para que todos as pudessem ler.
Mas precisamos do seu apoio. Para que possamos, diariamente, continuar a oferecer-lhe a melhor informação, não só nacional como local, assim como para podermos fazer mais reportagens e entrevistas do seu interesse.
O MUNDO ATUAL é um órgão de comunicação social independente e isento. E acreditamos que para que possamos continuar o nosso caminho, que tem sido de sucesso e de reconhecimento, é importante que nos possa ajudar neste caminho que iniciámos há um ano.
Desta forma, por tão pouco, com apenas 1€, pode apoiar o MUNDO ATUAL.

Obrigado!

PUB – CONTINUE A LER A SEGUIR



A Rússia anunciou hoje que vai restringir os voos de companhias aéreas de 36 países, em resposta ao encerramento às aeronaves russas do espaço aéreo de dezenas de Estados após a invasão da Ucrânia por Moscovo.

“Em resposta à proibição pelos Estados europeus de voos de aeronaves civis operadas por transportadoras aéreas russas e/ou registadas na Rússia, foi introduzida uma restrição aos voos de transportadoras aéreas de 36 Estados”, anunciou a agência russa de transportes aéreos Rosaviatsia.

Entre os Estados envolvidos encontram-se todos os países da União Europeia, o Reino Unido e o Canadá.

Segundo a Rosaviatsia, os voos das companhias aéreas destes países podem ainda ser efetuados desde que obtenham uma “autorização especial” emitida pelas autoridades russas.

No domingo, a União Europeia e outros países, incluindo o Canadá, anunciaram o encerramento do seu espaço aéreo a todas as aeronaves russas.

Tags

Sem comentários

deixar um comentário