30 Junho 2022, 00:05

Ucrânia: Zelensky pede aos soldados russos que deponham as armas e saiam do país

LUSA Autor
Agência de notícias de Portugal

Agora que chegou aqui…

Ao longo do último ano, o MUNDO ATUAL tem conquistado cada vez mais leitores.
Nunca quisemos limitar o acesso aos nossos conteúdos, ao contrário do que fazem outros órgãos de comunicação, e mantivemos sempre todas as notícias, reportagens e entrevistas abertas para que todos as pudessem ler.
Mas precisamos do seu apoio. Para que possamos, diariamente, continuar a oferecer-lhe a melhor informação, não só nacional como local, assim como para podermos fazer mais reportagens e entrevistas do seu interesse.
O MUNDO ATUAL é um órgão de comunicação social independente e isento. E acreditamos que para que possamos continuar o nosso caminho, que tem sido de sucesso e de reconhecimento, é importante que nos possa ajudar neste caminho que iniciámos há um ano.
Desta forma, por tão pouco, com apenas 1€, pode apoiar o MUNDO ATUAL.

Obrigado!

PUB – CONTINUE A LER A SEGUIR



O Presidente ucraniano, Volodymyr Zelensky, apelou hoje aos soldados russos para que deponham as armas, numa mensagem divulgada antes das conversações com Moscovo, em que Kiev exige a retirada das forças russas.

“Larguem as armas, saiam daqui, não acreditem nos vossos comandantes, não acreditem nos vossos propagandistas. Salvem apenas as vossas vidas”, disse Zelensky numa mensagem em russo, citado pela agência francesa AFP.

Representantes ucranianos e russos realizam hoje negociações perto da fronteira da Ucrânia com a Bielorrússia, um país aliado de Moscovo.

A presidência ucraniana disse que vai exigir um cessar-fogo imediato e a retirada das tropas russas da Ucrânia.

O conselheiro presidencial Vladimir Medinsky, que chefia a delegação de Moscovo, disse que a Rússia está disponível para um acordo que seja do interesse das duas partes.

Sem comentários

deixar um comentário