14 Maio 2022, 21:15

UE considera crucial fortalecer a preservação da Amazónia no Brasil

LUSA Autor
Agência de notícias de Portugal

Manaus, Brasil, 28 abr 2022 (Lusa) — O comissário europeu para o Meio Ambiente, Virginijus Sinkevicius, iniciou hoje uma visita ao Brasil, país que detém cerca de 60% do território da Amazónia, e considerou crucial fortalecer a preservação desse bioma.


“É extremamente crucial para nós trabalharmos ainda mais próximos [aos brasileiros] para deter o desflorestamento, a perda de biodiversidade e os crimes ambientais”, disse o funcionário europeu na cidade amazónica de Manaus, primeira etapa de sua visita ao Brasil, onde chegou da Colômbia.


Sinkevicius foi recebido por autoridades da área ambiental do governo regional do Amazonas e reuniu-se com representantes de movimentos sociais e tribos indígenas, de quem ouviu relatos em primeira mão sobre os problemas existentes naquela região.


O responsável, de origem lituana, disse que “é muito importante debater com a sociedade civil e as comunidades indígenas do Brasil, que têm um repositório de conhecimento”, e assegurou que a “União Europeia ouve, faz eco e apoia as suas demandas”.


Sinkevicius também visitou as instalações do Sistema de Vigilância Ambiental da Amazónia, que é administrado pelo governo regional e monitoriza a situação do bioma e ajuda a detetar possíveis fontes de desflorestamento e destruição ambiental.


Após essa visita, o representante da UE afirmou que “o combate ao desflorestamento ilegal está na agenda das autoridades regionais” e que “as pessoas que vivem na região fazem parte da solução”, pois têm participação ativa nesse processo de monitorização.


O início da visita de Sinkevicius ao Brasil coincidiu com a divulgação de um relatório do World Research Institute (WRI), segundo o qual este país liderou a perda de florestas tropicais registada em todo o mundo durante 2021.


De acordo com este relatório, durante o ano passado, cerca de 3,75 milhões de hectares de floresta tropical húmida primária desapareceram em todo o planeta, dos quais cerca de 1,5 milhão de hectares foram derrubadas ano Brasil, principalmente da região amazónica.


O comissário europeu planeia viajar nesta quinta-feira para Brasília, onde será recebido por autoridades governamentais, Supremo Tribunal Federal e Parlamento.


Sinkevicius também visitará em Brasília a sede da Organização do Tratado de Cooperação Amazónica (OTCA), que inclui Brasil, Bolívia, Colômbia, Equador, Guiana, Peru, Suriname e Venezuela e se dedica a discutir iniciativas comuns para aquela região.


O comissário europeu para o Meio Ambiente encerrará a sua visita no próximo sábado em São Paulo, onde terá um encontro com o ministro brasileiro do Meio Ambiente, Joaquim Leite, após o qual seguirá para Buenos Aires, penúltima paragem do seu roteiro pela América do Sul, que terminará em 4 de maio, em Montevideo.



CYR // JH


Lusa/Fim

Sem comentários

deixar um comentário