28 Janeiro 2022, 00:17

UE financia Sudão e Uganda com 13,3 ME para combater a fome

LUSA Autor
Agência de notícias de Portugal

Bruxelas, 21 dez 2021 (Lusa) — A União Europeia (UE) enviou hoje uma dotação adicional de 13,3 milhões de euros para a região do Alto Nilo, em África, com o objetivo de minorar as consequências da crise alimentar no Sudão e no Uganda.


A maior fatia – 10,1 milhões – deste total são atribuídos ao Sudão, onde a crescente crise económica, conflitos intertribais, agitação política e agitação civil estão a agravar a grave crise alimentar já existente.


A restante verba tem como destino o Uganda, para financiar a ajuda aos refugiados, sendo que o país é o maior de acolhimento em África e o terceiro maior do mundo, com mais de 1,5 milhões de refugiados e requerentes de asilo.


Segundo um comunicado da Comissão Europeia, a falta de financiamento levou já o Programa Alimentar Mundial (PAM) a reduzir as rações alimentares para os refugiados no Uganda.



IG // VM


Lusa/Fim

Sem comentários

deixar um comentário