08 Dezembro 2021, 16:23

UE/Presidência: Eurogrupo e Ecofin com governadores arrancam hoje em Lisboa

LUSA Autor
Agência de notícias de Portugal

Lisboa, 21 mai 2021 (Lusa) – As reuniões informais de ministros das Finanças da zona euro (Eurogrupo) e da União Europeia (Ecofin) que Portugal recebe no âmbito da presidência do Conselho da União Europeia arrancam hoje no Centro Cultural de Belém (CCB), em Lisboa.


Os encontros, que se prolongam até sábado à hora do almoço e em que o ministro de Estado e das Finanças, João Leão, é o anfitrião, contam ainda com a presença dos governadores dos bancos centrais europeus.


À agência Lusa, o ministro considerou que este é o é “o mais importante” desde setembro, definindo-o como “o momento de grande reflexão dos ministros das Finanças sobre os principais temas com que a economia europeia se defronta”, e salientou o caráter presencial da reunião.


“É a primeira cimeira dos ministros das Finanças da Europa e os governadores desde setembro, e vai ser a primeira presencial”, começou por dizer à Lusa João Leão, lembrando também que irão estar presentes em Lisboa “os comissários europeus e os responsáveis do Banco Central Europeu [BCE]”.


Pelo CCB, centro logístico da presidência portuguesa da UE, estarão ainda responsáveis como o vice-presidente executivo da Comissão Europeia Valdis Dombrovskis, o comissário europeu da Economia, Paolo Gentiloni, a comissária para a Estabilidade Financeira, Mairead McGuinness, a economista-chefe da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico (OCDE), Laurence Boone, ou a presidente do Banco Central Europeu (BCE), Christine Lagarde.


Os trabalhos arrancam hoje com uma reunião informal do grupo de ministros das Finanças da zona euro (Eurogrupo), marcada para as 09:00, que contará também com a presença do presidente do Mecanismo Europeu de Estabilidade (MEE), Klaus Regling.


No final, estão previstas declarações à imprensa do presidente do Eurogrupo, Paschal Donohoe, bem como de Christine Lagarde, Paolo Gentiloni e Klaus Regling.


Depois do almoço, o programa prossegue uma ‘fotografia de família’ e com a presença dos governadores dos vários bancos centrais da União Europeia, numa reunião informal conjunta com o Ecofin (Conselho de Ministros das Finanças da UE).


Aí existirão os painéis de discussão acerca do impacto conjunto das políticas monetárias e orçamentais, encabeçado pelo antigo vice-presidente do BCE Vítor Constâncio, e também sobre a preparação para um ciclo virtuoso entre o setor financeiro e não financeiro, apresentado pela economista italiana Lucrezia Reichlin, da London Business School.


No final do dia, pelas 18:00, estão previstas declarações de João Leão aos jornalistas, a que se seguirá um habitual jantar informal no antigo Picadeiro Real, na zona de Belém, em Lisboa, com a presença dos ministros e governadores.


No sábado, estão previstos mais dois painéis, o primeiro dedicado à recuperação ‘verde’ da economia e aos impostos ambientais, aberto pelo comissário europeu Paolo Gentiloni, que decorrerá das 09:00 às 10:30, e o segundo a questões mais estruturais da recuperação, a partir das 11:00, apresentado pelo diretor do ‘think-tank’ Bruegel, Guntram Wolff.


No final das sessões haverá novo encontro com a imprensa que, além de contar com João Leão, terá também a presença do vice-presidente do BCE Luis de Guindos e do vice-presidente executivo da Comissão Europeia Valdis Dombrovskis.


Portugal assume a presidência do Conselho da União Europeia durante o primeiro semestre deste ano.



JE // JNM


Lusa/Fim

Sem comentários

deixar um comentário